Conmebol denuncia Fla por fogos no estádio, desordem e falta de segurança

Rodrigo Mattos

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Marcos de Paula / Agência O Globo

    Torcedor do Flamengo solta rojão na frente do hotel do Independiente: alvo da denúncia

    Torcedor do Flamengo solta rojão na frente do hotel do Independiente: alvo da denúncia

O Tribunal de Disciplina da Conmebol denunciou o Flamengo em dois artigos pela barbárie ocorrida no Maracanã durante a decisão da Copa Sul-Americana contra o Independiente-ARG. As punições previstas vão desde advertência, multa de US$ 400 mil, perda de mando de campo, obrigação de tirar partidas do país e até exclusão de competições.

O documento ao qual o UOL Esporte teve acesso consta uma série de episódios no estádio. O artigo 11.2 trata de lançamento de objetos em campo, uso de fogos de artifício, falta de ordem antes, durante e após a partida, não identificação de causadores de agressões e tumultos.

No regulamento da Copa Sul-Americana, o clube foi denunciado no aspecto que trata da segurança da partida e responsabilidade por organizá-la. Também houve denúncia sobre os episódios violentos na porta do hotel que recebeu a delegação do Independiente.

O resultado do julgamento só será conhecido após a primeira semana de janeiro, quando se encerra o recesso. O Flamengo, por sua vez, fará a defesa por escrito na próxima quinta-feira (21). O documento, inclusive, terá boa parte do conteúdo entregue recentemente ao Ministério Público.

A defesa do Rubro-negro está com o advogado Michel Asseff Filho. Internamente, o clube acredita em uma punição, mas não crê em exclusão da Copa Libertadores.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos