R$400mi ou R$150mi? Gilvan e Perrella divergem sobre dívida do Cruzeiro

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Jaci Silveira/Cruzeiro

    Gilvan de Pinho Tavares defendeu sua gestão e exaltou títulos dos últimos anos

    Gilvan de Pinho Tavares defendeu sua gestão e exaltou títulos dos últimos anos

A cerimônia de posse do presidente eleito Wagner Pires de Sá, na noite da última segunda-feira, foi marcada por discursos antagônicos do agora ex-presidente Gilvan de Pinho Tavares e de Zezé Perrella, eleito presidente do conselho deliberativo do clube. Em sua entrevista para os profissionais da imprensa, o atual senador atacou a gestão de Gilvan e criticou o modelo de gestão que elevou as dívidas do Cruzeiro, segundo ele, para R$400 milhões. Quando foi aos microfones, Gilvan rebateu as acusações e desmentiu os valores, apontando R$149 milhões como a real dívida celeste.

"A primeira coisa que temos de fazer é deixar claro para o torcedor a verdadeira condição financeira do Cruzeiro. O presidente que está saindo diz que o Cruzeiro deve R$ 28 milhões. Mas, só no Refis, que é o Profut, são R$ 220 milhões. Ele deixou de recolher 150 milhões de impostos em seis anos. Nós sabemos o que foi ganhar esses campeonatos nos últimos anos. A dívida, segundo informações que temos, mas ainda temos de apurar, gira em torno de R$ 400 milhões", comentou Perrella.

Quando foi aos microfones para realizar o discurso para os diretores e conselheiros do clube, Perrella foi mais ameno e preferiu parabenizar Wagner Pires pela vitória na eleição de outubro. Gilvan optou por não conversar com a imprensa, mas subiu ao palco para exaltar os grandes feitos de sua gestão e aproveitou para rebater o novo presidente do conselho sobre as dívidas do clube.

"Só uma coisa. Isso tem levado muita gente a me questionar, me indagar, sobre a administração do Cruzeiro que está muito endividada. Falou há algum tempo em R$500 milhões, depois abaixou para R$200 milhões. Existe a dívida, ela está equacionada em R$149 milhões. Ela está equacionada. A dívida do Cruzeiro, para tranquilidade dos senhores, está equacionada. Ela vale R$600 mil reais por mês. É o que o Cruzeiro paga de toda dívida", comentou Gilvan.

Presidentes são a favor de uma auditoria no Cruzeiro

Tanto Zezé Perrella quanto Wagner Pires de Sá se mostraram a favor da contratação de uma empresa terceirizada para realizar uma auditoria sobre as finanças do Cruzeiro.

"Espero que faça uma auditoria também do meu período e desse agora, dos últimos quatro anos, para que o torcedor saiba da situação real. A auditoria vai acontecer seguramente", concluiu Perrella.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos