Bandeira diz que Fla 'esperava mais' de alguns reforços vindos do exterior

Do UOL, em São Paulo

  • Armando Paiva/AGIF

    Everton e Geuvânio vieram de times internacionais, mas não são titulares no Fla

    Everton e Geuvânio vieram de times internacionais, mas não são titulares no Fla

O Flamengo foi às compras no exterior durante temporada. Mas o rendimento de alguns "estrangeiros" não atendeu às expectativas. A avaliação é do presidente do clube, Eduardo Bandeira de Mello, que acredita na evolução desses atletas para o próximo ano.  

"Com certeza alguns jogadores que trouxemos não tiveram tempo para se adaptar. Foram jogadores que vieram do futebol chinês, do Oriente Médio, do futebol russo...Acredito que com uma boa temporada e começando do zero, eles vão fazer muito melhor que fizeram", disse Bandeira, à "ESPN", no Paraguai.

Embora não tenha citado nomes, o mandatário rubro-negro deixou pistas. Em junho, o Flamengo contratou por empréstimo o meia-atacante Geuvânio, que estava no futebol chinês. O Flamengo se comprometeu a dividir com os chineses o salário de R$ 1 milhão de Geuvânio. Mas o ex-jogador do Santos não se firmou no time, perdendo espaço para os atletas vindos da base.

Também vindo da China, Conca não convenceu na Gávea. Para ter o meia-esquerda, o Flamengo não pagou, mas arcou com salários. Ele, inclusive, já deixou o clube e retornou ao Shanghai SIPG.

Everton Ribeiro chegou ao time carioca no meio do ano ao custo de 6 milhões de euros. Titular em vários jogos no ano, Ribeiro perdeu posição entre os 11 justamente na decisão contra o Independiente, no Maracanã, nas finais da Copa Sul-Americana.

Romulo estava no futebol da Rússia. No Flamengo desde o início do ano, o jogador sofreu com contusão, que acabou o afastando do time titular.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos