Bandeira se reúne com Conmebol e mostra otimismo para evitar punição

Do UOL, em São Paulo

  • Gilvan de Souza/ Flamengo

O presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello, se reuniu nesta quarta-feira (20) com a Conmebol para tratar da investigação sobre a confusão na final da Copa Sul-Americana. Em entrevista ao "SporTV", o dirigente afirmou que foi o clube carioca quem solicitou o encontro.

"Na realidade, não foi uma defesa. Foi uma visita solicitada pelo Flamengo, que se vê na obrigação de dar uma satisfação pelos fatos que aconteceram. Fui dar ciência ao presidente Alejandro (Domínguez, presidente da Conmebol) de tudo o que o Flamengo fez para prevenir os atos desagradáveis que acabaram acontecendo", explicou.

Horas antes da final da Copa Sul-Americana uma confusão teve início nos arredores do Maracanã. Cerca de 8 mil torcedores tentaram invadir o estádio para acompanhar a partida do Flamengo contra o Independiente.

Por causa do ocorrido, a Conmebol abriu uma investigação sobre o caso. Bandeira de Mello, contudo, mostrou otimismo para evitar uma punição ao Flamengo.

"Ficou estabelecido esse diálogo (com o presidente da Conmebol) e o Flamengo se colocou à disposição para esclarecer e trabalhar para uma solução para que o Rio de Janeiro não fique marcado por acontecimentos como esse".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos