Luta de Cavani para superar Messi e Cristiano Ronaldo vira atração no PSG

João Henrique Marques

Do UOL, em Paris

  • REUTERS/Charles Platiau

Nada de Neymar. No duelo entre Paris Saint-Germain e Caen, nesta quarta-feira às 17h50 (horário de Brasília), no Parque dos Príncipes, em Paris, pelo Campeonato Francês, a atração é Edinson  Cavani. O centroavante, na cola de Lionel Messi, Cristiano Ronaldo e Robert Lewandowski, luta pelo feito de terminar 2017 como o maior goleador e entrar para a história do clube.

Os três jogadores estão empatados no topo da artilharia com 53 gols. Já o uruguaio vem logo atrás com 52.

O que pesa a favor de Cavani em busca do topo é o confronto ter status de fácil perto dos desafios finais dos adversários – Bayern de Munique encara o Borussia Dortmund, nesta quarta-feira, pela Copa da Alemanha, e Barcelona e Real Madrid se enfrentam, no sábado, pelo Campeonato Espanhol.

Caso ultrapasse os concorrentes, Cavani ainda terá atingido outro feito: o de ser o maior artilheiro da história do PSG. São dois gols que faltam para igualar a marca do sueco Zlatan Ibrahimovic, que tem 156 no total.

"A hora virá. É especial para qualquer jogador. Mas, honestamente, em Paris todos me conhecem. Estou muito mais concentrado no coletivo do que no individual, e meu objetivo é sempre dar o máximo. O mais importante é que ganhamos títulos no final da temporada", disse ele em entrevista recente ao site da Uefa.

Cavani vive incrível temporada. É o maior artilheiro entre as grandes competições europeias, com 18 gols em 16 jogos. São 24 gols no total contabilizando os 6 marcados na Liga dos Campeões. Neymar, por exemplo, soma 17 gols em 19 jogos.

O uruguaio está na sua quinta temporada em Paris e convive com um enorme respeito no PSG por conta do estilo de jogo. A dedicação apresentada em campo, com constantes combates defensivos é típico do futebol uruguaio. E bastante respeitado pelo francês apaixonado por futebol.

Respaldado por torcedores, Cavani superou o atrito inicial com Neymar e ganhou prestígio interno pelo comportamento discreto apresentado. Prestes a entrar para a história no clube, o jogador já ouviu declarações que o colocam acima de Cristiano Ronaldo e Robert Lewandowski. Independentemente de ser o maior artilheiro de 2017.

"Os artilheiros são muitas vezes os personagens mais midiáticos no futebol. Para mim, Cavani é o melhor centroavante do mundo, simplesmente" disse Antero Henrique, diretor esportivo do PSG, ao jornal francês "Le Parisien".

UOL Cursos Online

Todos os cursos