Nova diretoria santista levanta R$ 40 mi em empréstimos para pagar salários

Rodrigo Mattos

Do UOL, em Luque (Paraguai)

  • Divulgação

    Orlando Rollo (dir.) deu a informação

    Orlando Rollo (dir.) deu a informação

A nova diretoria do Santos vai levantar R$ 40 milhões em empréstimos para pagar salários e 13º de jogadores até janeiro. A informação foi do novo vice-presidente santista Orlando Rollo que participa da transição entre as gestões.

As contas do Santos ainda não estão fechadas. Esse valor é o dinheiro necessário supostamente para cobrir o rombo até o início do ano porque não haveria dinheiro suficiente. Rollo classificou a situação das contas como caótica e informou que são os novos dirigentes que estão tomando providências para pagar compromissos.

O quadro destoa do apresentado pelo ex-presidente Modesto Roma Jr. Antes de perder a eleição, ele afirmara que o Santos fecharia o ano com superávit e teria uma condição melhor para investimento no futebol para 2018.

"A situação é melhor do que a que o Modesto pegou da gestão anterior. Mas ele poderia ter acertado mais as contas", afirmou Rollo. Essa é ainda uma avaliação preliminar já que a nova diretoria encabeçada pelo presidente José Carlos Peres ainda não fez uma auditoria das contas.

Apesar do problemas nas contas, o Santos está se movimentando no mercado para contratações, como no caso de Gabriel, o Gabigol. Mas tem havido cautela nas negociações.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos