Palmeiras entra na Justiça para cobrar quase R$ 14 milhões da WTorre

Danilo Lavieri

Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação

    Palmeiras entrou com processo na Justiça contra a construtora do Allianz Parque

    Palmeiras entrou com processo na Justiça contra a construtora do Allianz Parque

O Palmeiras entrou na Justiça para pedir quase R$ 14 milhões da Real Arenas, empresa criada pela WTorre para a operação do Allianz Parque. Os valores representam a soma de participação de lucros que o clube tem direito em eventos que usam o estádio como casa, além de multas previstas em contratos para quando o time paulista precisa jogar fora de casa por causa da agenda de shows.

O montante original está estimado nos documentos encaminhados aos tribunais em R$ 11.087.695,06, mas chega aos R$ 13.957.544,65 com a correção com base no IGP-M/FVG, juros moratórios de 1% (um por cento) ao mês e multa de 10% (dez por cento) sobre o valor total de cada demonstrativo mensal. O total precisa ser pago em três dias.

A ação foi encaminhada na noite da última terça-feira e será repassada ao jurídico da WTorre em breve. A construtora acumula uma lista de brigas com fornecedores e parceiros nos tribunais. 

Ainda de acordo com o documento enviado à Justiça, o Palmeiras pediu uma penhora on line de valores depositados em contas correntes e/ou aplicações financeiras pertencentes à Real Arenas caso a empresa não cumpra o assinado em contrato. 

"Caso não se encontre numerário suficiente, requer-se seja determinada a penhora sobre tantos bens quantos bastem para a integral satisfação da dívida ora
executada, com novos atos de penhora on line ou por mandado ao longo do tempo, até que a penhora atinja patrimônio correspondente ao valor devido e não pago. Em
qualquer caso, a SEP se reserva o direito de indicar outros bens à penhora" explicou o clube no documento. 

Outra cláusula que chama atenção e foi colocada em letras garrafais no processo diz respeito ao fato de a própria Real Arenas enviar demonstrativos mensais mostrando quanto o clube teria direito de retirar por mês com base nos eventos realizados no Allianz Parque.

"A Real Arena não pode contestar, porque a própria empresa forneceu os demonstrativos, ou seja, ela possui pleno conhecimento de que os valores são devidos à Sociedade Esportiva Palmeiras", finalizou. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos