Academia de Pratto em BH é vistoriada pela Cemig, mas erro pode ser antigo

Enrico Bruno e Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Divulgação/Facebook

    Academia Pratto Fitness, em Belo Horizonte

    Academia Pratto Fitness, em Belo Horizonte

A Companhia Energética de Minas Gerais (CEMIG) realizou nesta quinta-feira uma operação na academia Pratto Fitness, que tem Lucas Pratto e Leonardo Silva como parceiros comerciais. De acordo com a companhia, foi constatada uma fraude no local. Aparelhos para medição de energia elétrica foram cortados, gerando uma falsa diminuição do consumo no estabelecimento. Os responsáveis pela academia foram encaminhados a uma delegacia da Polícia Militar para prestar depoimentos.

O UOL Esporte apurou que a prática de tentar 'roubar energia' já era utilizada mesmo antes da Pratto Fitness começar a funcionar no local. De acordo com a CEMIG, a fiação de energia chegava à academia sem passar pelos aparelhos medidores.

A CEMIG desconfiou da fraude por causa de um sistema adotado para medir o consumo de energia a distância. Para regularizar o problema, a companhia precisou quebrar uma parede e interromper a rede elétric parelela em funcionamento.

Lucas Pratto, hoje no São Paulo, e Leonardo Silva, zagueiro do Atlético-MG, são sócios no negócio, mas somente emprestam o nome para o estabelecimento e não mexem na administração da academia. Mauro Lopes, advogado e procurador do atacante argentino, é o terceiro membro da sociedade.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos