Morre jogador do Avaí de 20 anos que enfrentava tumor no cérebro

Do UOL, em São Paulo

  • Jamira Furlani /AVAÍ F.C

Na manhã desta quinta-feira (21), o volante Renanzinho morreu aos 20 anos de idade. O jogador lutava contra um tumor no cérebro, descoberto há dois anos. Pelas redes sociais, o Avaí lamentou o falecimento.

Renanzinho era um promissor juvenil. Nascido Ariquemes (RO), chegou a Florianópolis há seis anos e fez sucesso nas categorias de base. A trajetória de sucesso projetada pela diretoria do Avaí foi interrompida no começo do ano de 2016, quando problemas de visão foram relatados.

Durante o tratamento, o atleta passou por duas cirurgias e retirou 70% do tumor. A segunda operação causou sequelas e o jogador ficou com a movimentação comprometida no lado direito do corpo. Ele recebeu uma cadeira de rodas do Avaí para se locomover.

O tumor estava no tronco cerebral, invadindo o terceiro e quarto ventrículo. Traduzindo, estava perto da área que controla a respiração e os movimentos. 

O velório de Renanzinho será no auditório da Ressacada nesta tarde de quinta-feira (21), às 17 horas. O sepultamento será na sexta-feira, às 10 horas, no Cemitério Jardim da Paz.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos