Negociação com Jean avança e goleiro já até veste camisa do São Paulo

Dassler Marques, José Eduardo Martins e Marcus Alves

Do UOL, em São Paulo e em Lisboa (Portugal)

  • Reprodução

    O goleiro Jean já concede entrevista com a camisa do São Paulo

    O goleiro Jean já concede entrevista com a camisa do São Paulo

O São Paulo está bem perto de anunciar a sua primeira contratação para 2018. O Tricolor paulista já entrou em acordo com o Bahia pelo goleiro Jean. Restam apenas pendências burocráticas para que a transação seja concretizada. De acordo com integrantes do departamento de futebol paulista, a intenção é que o reforço seja oficializado até o Natal. O vínculo será de cinco anos. 

Nesta sexta-feira (22), Jean está em São Paulo para realizar exames médicos e até vazou nas redes sociais uma imagem do goleiro vestindo a camisa do São Paulo no CT do Barra Funda, concedendo uma entrevista ao departamento de comunicação do clube. No início deste mês, o jogador havia ido para a capital paulista para procurar um apartamento na região do CT do Tricolor paulista.

O clube do Morumbi já havia demonstrado interesse no arqueiro durante o Campeonato Brasileiro. Em novembro, a negociação foi conduzida pelo então diretor executivo de futebol, Vinícius Pinotti, e o presidente do Bahia, Marcelo Sant'Ana, que deu lugar para Guilherme Bellintani após a eleição de 9 de dezembro. Porém, como os dois deixaram seus respectivos cargos, a transação ficou emperrada. 

O que o Bahia recebe por Jean

Ao fim das tratativas, o São Paulo acordou pagar entre R$ 9 e R$ 10 milhões por 70% dos direitos do atleta. O restante (30%), ficará com o Bahia, mas há uma opção de compra estabelecida para os são-paulinos se tornarem donos de 100% do arqueiro. 

Como parte desse acordo, o Bahia irá receber os direitos federativos do meia Régis, atualmente a cargo do Sport, que realizou uma negociação paralela com o São Paulo. O Bahia também irá receber 30% de direitos econômicos de Régis. 

Ainda é possível que o zagueiro Iago Maidana, que defendeu o Paraná em 2017, seja repassado ao Bahia. Nesse caso, além dos direitos federativos de Maidana, os baianos ficariam com 30% dele. Mas, como o zagueiro enfrenta imbróglio judicial, é possível que o negócio não ocorra. Os dirigentes baianos ainda não entraram em contato com o estafe do zagueiro, que pretende ser utilizado pelo São Paulo ou negociado em definitivo. 

Neste caso, o São Paulo se comprometeu com o Bahia a ceder uma porcentagem de direitos econômicos de Régis que seja superior a 30% para compensar a não ida de Iago Maidana. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos