Sem ofertas, Grêmio teme janela de transferências e assédio a Arthur e Luan

Do UOL, em Porto Alegre

  • LUCAS UEBEL/GREMIO FBPA

    Luan é um dos jogadores na mira do mercado europeu e pode deixar o Grêmio

    Luan é um dos jogadores na mira do mercado europeu e pode deixar o Grêmio

O Grêmio ainda não tem qualquer proposta por Luan ou mesmo Arthur. Mas isso não significa tranquilidade. O Tricolor teme novas investidas do mercado internacional a partir da abertura da janela de transferências, em janeiro.

Apenas sondagens ocorreram. Principalmente do Barcelona sobre Arthur, fato que desagradou a direção gremista. O comando do clube chegou a determinar que só venderia o meio-campista pelo pagamento da multa rescisória 50 milhões de euros (R$ 193 milhões), dos quais embolsaria 60%, referente a sua fatia nos direitos econômicos dele.

Por Luan, depois da renovação de contrato ocorrida no meio do ano, não houve nova investida. O jogador é quem mais perto estaria de ser negociado pois tem idade um pouco mais elevada e a cada ano fica mais complicado de atuar na Europa.

"São os jogadores mais valiosos que tem no Brasil. O risco de perder um dos dois existe. A gente sabe, um, ou os dois. Mas por enquanto não houve nada de concreto", disse o executivo de futebol do clube, André Zanotta, ao Sportv.

A valorização dos jogadores ficou ainda mais evidente no último ano. Convocados para seleção brasileira, com título da Libertadores, Luan e Arthur ganharam ainda mais holofote. Estão sob olhar do mercado e fatalmente serão alvos de investidas.

Contudo, alenta o Tricolor o fato da janela de transferências do começo do ano não ser tão forte na Europa. Ao menos até julho a meta é segurar os dois e apostar no ganho técnico em vez do financeiro, como gosta de repetir o presidente Romildo Bolzan Júnior.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos