Apressado, Neymar se atrasa para jogo festivo e mantém clima de mistério

Dassler Marques

Do UOL, em Jundiaí (SP)

  • Dassler Marques/UOL

Neymar chegou estrategicamente atrasado, mas foi a principal figura no amistoso beneficente organizado pelo meia vascaíno Nenê em Jundiaí, neste sábado (23). A aparição dele manteve o mistério sobre os motivos para uma visita surpresa ao Brasil, há duas semanas, e por motivos ainda não revelados.

Com três gols por duas equipes diferentes – amigos de Nenê e amigos de Caio Castro -, o atacante do Paris Saint-Germain praticamente não deu entrevistas, não deu atenção aos fãs, mas foi a estrela do evento que arrecadou mais de 20 toneladas.

Os organizadores, sobretudo Nenê, ficaram gratos pelo esforço de Neymar. O jogador chegou ao Rio de Janeiro nesta manhã, egresso da Europa, e rapidamente se encaminhou em um jato particular ao lado de membros do estafe e o amigo e promoter David Brazil. Enquanto a bola rolava no gramado do Estádio Jayme Cintra, o atacante passou que trajava camisa de Kawhi Leonard, jogador de basquete do San Antonio Spurs, passou rapidamente por jornalistas.

Meia hora antes dele, um carro havia chegado ao estádio com chuteiras da Nike estrategicamente separadas para o amistoso em gramado extremamente irregular e campo pesado. Neymar entrou no intervalo para sua segunda aparição no já tradicional jogo beneficente de Nenê em Jundiaí e falou para o canal Sportv. "Cheguei hoje no Brasil, mas vim pelo Nenê e pelo público também. É só mais um jogo e depois 'só descansar'", disse o craque, que havia ido à cidade em 2014. 

Com só 45 minutos, Neymar dividiu o campo com uma série de amigos. Da bola, como Lucas Lima e Nenê, mas principalmente de outros segmentos, como André Akkari, jogador de pôquer, Whindersson Nunes, humorista, Alexandre Pires, cantor, Eri Johnson, Caio Castro e Rafael Zulu, atores, entre outros. Jogou pelo time de Nenê e fez dois gols. Trocou de camisa e, na equipe de Castro, anotou mais um.

Depois do jogo, mais pressa. O craque do PSG foi um dos primeiros a deixar o vestiário e pouco participou da tradicional "resenha" entre os colegas. Ele é presença esperada no aniversário do amigo e surfista Gabriel Medina, nesta noite de sábado, na capital paulista. Fãs na porta do vestiário só puderam ver Neymar de passagem e se frustraram com a falta de atenção.

Nenê, anfitrião do evento, agradeceu Neymar. "Ele é um cara espetacular. Com toda dificuldade, porque chegou hoje de viagem, ele veio. Tinha ido para o Catar depois para Paris e chegou hoje, fez um esforço enorme para estar aqui. Ele representa uma amizade muito bacana e fico muito feliz pelo esforço dele, agradeço de coração", contou.

"O Neymar é um cara bacana e todos adoram ele. É um cara excepcional, pelo que ele representa e por continuar da maneira como sempre foi: humilde, que trata todos igual e de ótimo coração. Conversei com ele lá em Paris sobre isso [convite] e ele aceitou na hora", descreveu ainda o meia do Vasco.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos