Time mais culto do futebol pinta quadros, faz musicais e escreve livros

Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação

    Ostersunds venceu a Copa da Suécia e tem campanha histórica na Liga Europa

    Ostersunds venceu a Copa da Suécia e tem campanha histórica na Liga Europa

Imagine ver os jogadores do seu time de coração encenando uma peça de teatro ou um musical. Ou então ler um livro escrito por esse mesmo elenco. Ou ainda apreciar um quadro pintado por eles. Tais cenários podem parecer improváveis, mas fazem parte da rotina do Ostersunds, clube sensação da Suécia que ficou conhecido como o time mais culto do futebol e também tem feito história dentro de campo.

Rebaixado à quarta divisão sueca em 2010, o Ostersunds chegou a um ponto decisivo de sua história. O presidente do clube, Daniel Kindberg, queria deixar a função, mas foi convencido pelos jogadores a repensar sua decisão. Juntos, eles decidiram não só recuperar o clube, mas também levá-lo a um novo patamar. Criaram uma relação quase familiar em nome desse objetivo.

Para dirigir a equipe, o Ostersunds contratou o jovem técnico inglês Graham Potter. Paralelamente à preparação em campo, o clube apostou numa formação cultural mais ampla para seus jogadores, visando ganhos no futebol, mas também fortalecendo laços mais humanos.

O presidente do Ostersunds criou, então, uma "academia de cultura". Diferentes projetos entram na rotina dos jogadores. Eles escrevem livros, pintam quadros, encenam peças de teatro e dançam. Também ensaiam e se dedicam a musicais, com direito até a plateia no dia da apresentação oficial.

Todos os jogadores são obrigados a participar. Por diferentes motivos, houve alguma resistência no começo, segundo Kindberg, mas ele diz que os resultados são nítidos.

"Isso costuma nos ajudar nos nossos jogos, mas também há outros efeitos positivos para cada pessoa, como autoconhecimento, mais motivação e empatia. E você descobre aspectos novos dos jogadores, como por exemplo como cada um reage a uma situação desconfortável", analisou o técnico Graham Potter à "BBC".

Entre os projetos culturais feitos recentemente pelo elenco do Ostersunds, destaque para o clássico "O Lago dos Cisnes". O musical foi apresentado pelos jogadores para uma plateia de cerca de 500 pessoas. No dia do espetáculo, assim como acontece nas outras produções da equipe, as horas de preparação foram encaradas com a mesma seriedade das que antecedem uma partida de futebol.

Coincidência ou não, o desempenho em campo da equipe sueca foi notável nos últimos anos. Se em 2010 estava na quarta divisão nacional, o Ostersunds agora figura na elite do país e na temporada passada conquistou a Copa da Suécia.

Com esse título, o time chegou à Liga Europa e fez história. Eliminou na segunda rodada o Galatasaray, equipe de melhor ranking europeu naquela fase do torneio, e conquistou o direito de disputar a fase de grupos. E não parou por aí.

Com 11 pontos em seis jogos, terminou em segundo lugar do grupo J, ficando atrás do líder Athletic de Bilbao apenas nos critérios de desempate. Agora, prepara-se para enfrentar o poderoso Arsenal pela fase que antecede as oitavas de final. Os duelos estão marcados para fevereiro.

Independentemente do resultado, o Ostersunds já entrou para a história como o primeiro time sueco a atingir tal fase da Liga Europa. E, de quebra, ainda mostra que o futebol pode ir muito além de títulos e vitórias em campo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos