Após alegar que não pagaria, Cruzeiro recua e assume eventual multa de Fred

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Divulgação

    Cruzeiro entende que não há necessidade de pagar multa estipulada no contrato de rescisão

    Cruzeiro entende que não há necessidade de pagar multa estipulada no contrato de rescisão

Após analisar a situação contratual do atacante Fred, o Cruzeiro decidiu que não iria realizar o pagamento da multa de R$10 milhões, referente à transferência do atacante Fred para a Toca da Raposa. O posicionamento foi oficializado pelo clube celeste através de sua assessoria. Porém, horas depois, a agremiação soltou uma nota oficial em que diz ser o responsável por pagar o montante caso seja necessário.

Ao assinar a rescisão com o Atlético-MG, uma cláusula estabeleceu que o Galo deveria ser indenizado com R$10 milhões em caso de uma eventual transferência de Fred para o Cruzeiro. Segundo o documento, este valor é obrigatório no dia seguinte ao registro e veiculação do vínculo do atleta no Boletim Informativo Diário (BID) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). O Atlético-MG entende que a pendência financeira é com o jogador, já que a cláusula faz parte do contrato de rescisão assinado por Fred, antes mesmo de o atacante conversar e acertar sua ida para a Toca da Raposa.

Após confirmar a chegada do atacante, o UOL Esporte falou com o presidente do Cruzeiro, Wagner Pires de Sá, que passou o assunto ao departamento jurídico e não mostrou preocupação com o caso.

"A parte jurídica será resolvida. Não sabemos sobre a multa, vamos ver. Se tivermos que pagar, vamos pagar [os R$ 10 milhões]. A gente faz um esforço, arruma um jeito, temos parceiros para pagar. O importante é que o Fred é do Cruzeiro", disse.

Em recente entrevista à Rádio Itatiaia, Francis Melo, empresário de Fred, alegou que a multa foi cobrada ao atacante, mas que o Cruzeiro se tornou solidário ao saber da existência da cláusula e firmou o vínculo com o atleta ciente da condição.

"Em relação à multa, ela procede. Faz parte do acordo de rescisão que o Fred assinou com o Atlético. Desde o início, a diretoria do Atlético deixou claro que, se ele fosse para o Cruzeiro, ele seria autorizado, mas mediante do pagamento da multa. Foi algo que não nos preocupou em momento algum, pois não havia conversas com o Cruzeiro, a gente nem pensou nos valores que foram colocados a critério do próprio Atlético. Mas a multa procede, temos ciência dela e tudo que foi assinado por mim e pelo Fred será cumprido", disse.

"A multa foi feita em nome do Fred, porém, se houvesse essa transferência, nós teríamos que comunicar ao Cruzeiro a existência dessa multa. O Cruzeiro foi comunicado, então a partir desse momento ele se torna solidário. Acho que essa discussão não deve render. Foi um acordo, da mesma forma que o Fred também tinha alguns direitos que abriu mão. O mais importante é que tudo que foi acordado será cumprido. O Cruzeiro está ciente e é solidário dessa multa", concluiu.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos