Mudanças? Fla quer resolver saídas, mas esbarra em mercado travado

Vinicius Castro

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Fábio Motta/Estadão Conteúdo

    O goleiro Alex Muralha não continua no Flamengo em 2018, mas destino está indefinido

    O goleiro Alex Muralha não continua no Flamengo em 2018, mas destino está indefinido

O Natal passou e o Flamengo segue em busca das mudanças no elenco e também no departamento de futebol. A única alteração anunciada pelo clube foi o retorno de Conca ao chinês Shanghai SIPG, algo que já era sabido. O mercado travado tem atrapalhado os planos. Além dos reforços, a prioridade é resolver as pendências em relação aos jogadores que não devem continuar na Gávea.

O problema é que o tempo passa e as opções costumam ficar escassas, embora o Rubro-negro ainda tenha espaço para solucionar os problemas. Só que algumas alterações esperadas colocam em dúvida a formatação do elenco para 2018.

Gilvan de Souza/Flamengo
O volante Márcio Araújo é alvo de intensos debates entre os dirigentes do Flamengo
Jogadores como Alex Muralha e Mancuello estão liberados para outros clubes. Os empresários dialogam com o mercado externo, mas até o momento as negociações não foram concretizadas. O goleiro interessa ao futebol japonês, enquanto o meia argentino pode ir para o México ou mesmo retornar ao seu país.

As situações de Rafael Vaz e Gabriel estão em análise. Os dois integram o grupo dos jogadores mais criticados pela torcida e podem funcionar como moedas de troca. O problema se deposita nos respectivos salários, considerados elevados pelo mercado - ambos recebem mais de R$ 110 mil.

Quase sempre quando se discute empréstimos, os clubes interessados propõem arcar com parte dos vencimentos, com o Flamengo pagando o restante. Inicialmente, o Rubro-negro prefere fazer todas as negociações em definitivo. Sendo assim, a possibilidade de emprestar e arcar com um percentual do montante é vista como última alternativa.

As conversas com a Chapecoense envolvendo Márcio Araújo são um claro exemplo disso. O clube catarinense se interessou, mas o salário de cerca de R$ 160 mil inviabilizou a negociação. O volante tem contrato com renovação automática até 31 de dezembro de 2018 e se transformou em alvo de debates.

O presidente Eduardo Bandeira de Mello, inclusive, reforçou o desejo de que o camisa 8 siga no elenco em 2018. Já Everton e Trauco são atletas que interessam ao mercado e podem ser negociados. Nestes casos, porém, o Flamengo reforça que só aceita vendê-los.

Sem nenhuma chegada anunciada - Zeca e Pablo são os jogadores com conversas avançadas - e tampouco saídas de atletas, o Flamengo tenta driblar as dificuldades e se organizar para 2018. Alterações na comissão técnica fixa também são discutidas, mas nada está decidido no Rubro-negro.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos