A uma semana de retorno, Corinthians tem um reforço e 7 interrogações

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

  • Rodrigo Gazzanel/Corinthians

    Carille gostaria de ter o elenco quase completo em volta das férias

    Carille gostaria de ter o elenco quase completo em volta das férias

O Corinthians iniciou ainda em setembro o planejamento para a temporada 2018 e esperava, na volta das férias, entregar a Fábio Carille o elenco praticamente completo para a pré-temporada. A uma semana da volta das férias, marcada para 3 de janeiro, o treinador corintiano ainda tem muito mais dúvidas do que gostaria. 

Até agora, o único jogador a assinar contrato foi Júnior Dutra, atacante ex-Avaí, e o próximo a colocar acordo no papel deve ser Renê Júnior, volante ex-Bahia. As negociações por Juninho Capixaba, lateral do mesmo Bahia, também estão bem encaminhadas. Mesmo assim, há muitas dúvidas no ar quanto à remontagem do elenco campeão do Brasileiro e do Paulista. 

O departamento de futebol, há aproximadamente 10 dias, atua sem a presença de um diretor de futebol, já que Flávio Adauto se desligou para concorrer às eleições do Corinthians. As definições pendentes estão nas mãos do presidente Roberto de Andrade, em reta final de mandato, e do gerente Alessandro Nunes, sem garantias de permanência por conta do processo eleitoral de 3 de fevereiro.  

Abaixo, veja as dúvidas que o Corinthians tentará sanar nos próximos dias:

Novos laterais vão chegar logo?

Sem Guilherme Arana, o Corinthians tem conversas adiantadas por dois novos laterais esquerdos e é possível que consiga, ao menos com Juninho Capixaba, do Bahia, selar tratativas até a volta das férias. O clube também negocia com Danilo Avelar, que atua emprestado no Amiens-FRA e busca liberação para atuar com a camisa corintiana na próxima Copa Libertadores. Ele pediu ao Torino-ITA, seu clube de origem, que facilite conversas com o Corinthians.  

Quem irá atuar com Balbuena?

O Corinthians perdeu Pablo por falta de acordo com seu empresário, mas ainda não encontrou uma reposição. O clube analisa o mercado internacional há alguns meses, mas sem conseguir avançar em nenhum nome em particular. Carille ainda gostaria de receber outro zagueiro para o banco de reservas, o que a direção ainda não concretizou. Por ora, só tem disponíveis o paraguaio Balbuena, os jovens Pedro Henrique e Léo Santos e Yago, que volta da Ponte Preta.

O paraguaio assinará renovação?

A renovação de contrato mais aguardada é com o paraguaio Fabián Balbuena e se arrasta há ao menos três meses. O Corinthians espera por uma viagem de um dos empresários do jogador para São Paulo e prepara uma segunda oferta com valores mais elevados. Balbuena tem vínculo até dezembro de 2018. 

Muitos destinos ainda precisam ser selados

Há mais de um time de jogadores que têm poucas chances de permanecer no Corinthians, mas estão sob contrato e têm situações ainda indefinidas. O clube espera fechar algumas trocas para diminuir esse número, que também vai cair na medida em que a direção consiga os reforços que deseja. Os principais são Matheus Vidotto (goleiro), Moisés (lateral), Jean (volante), Marlone (meia), Bruno Paulo (atacante), Luidy (atacante) e Mendoza (atacante).

Há, em destaque, a situação do atacante Lucca. Destaque pela Ponte Preta em 2017, ele é visto como a melhor moeda de troca do Corinthians em busca de um bom reforço e já conversou com São Paulo e Fluminense nos últimos dias. Por outro lado, caso nenhum negócio seja encontrado, ele irá se tornar um acréscimo para o elenco de Carille.  

O clube vai entrar firme na briga por Scarpa?

Até o momento, ciente do interesse de outras equipes, o Corinthians não assumiu uma posição de protagonista nas conversas por Gustavo Scarpa. A direção entende que não deve participar de leilão e, além disso, não sentiu em seus atletas disposição em uma mudança para as Laranjeiras para selar uma troca. De todos os nomes já ventilados, Scarpa é aquele com maior potencial de elevar o nível técnico do campeão brasileiro. 

Como lidar com a saída de Jô?

O Corinthians perdeu Jô para o futebol japonês e, por enquanto, fez sondagem por Fred, que assinou com o Cruzeiro. A direção não está disposta a fazer grandes investimentos em um substituto, principalmente com o que colocará em caixa pela venda de R$ 38 milhões, e avalia novos alvos no mercado internacional. A possível contratação de Tréllez, do Vitória, não deve ser a única no setor. 

Novas baixas podem acontecer?

Essa é uma pergunta ainda mais difícil de ser respondida, mas que está no ar com as saídas de Pablo, Arana e Jô. A direção do Corinthians afirma não possuir nenhuma oferta concreta em mãos por seus atletas, mas sabe que alguns deles, como Balbuena, Maycon e Rodriguinho, estão valorizados e pensam na hipótese de transferência. O dinheiro a ser incorporado pelas venda de Arana e Jô, em tese, traz fôlego para recusar outras vendas. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos