Marinho admite procura de times brasileiros, mas não crê em volta ao Brasil

Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Reprodução/Facebook

Sensação do Campeonato Brasileiro de 2016, Marinho não deve deixar a China no início do próximo ano. Convidado para o Jogo das Estrelas, no Maracanã, o atacante disse que foi procurado por alguns clubes do país, mas que o Changchun Yatai só o liberará em caso de venda.

"Transferência é difícil, pois meu time não quer emprestar. Tem essa dificuldade também. Precisa comprar mesmo, só assim para voltar", afirmou o atacante.

Mesmo se adaptando ao futebol chinês, o jogador vê com bons olhos um retorno ao Brasil. "Tem sido legal. Muita gente tem dificuldade de se adaptar, mas pra mim tem sido legal. Me apresento dia 3. Se tiver uma proposta que agrade, por que não?".

Apesar disso, o jogador revelou que deverá ficar no futebol asiático por mais um ano. "Alguns clubes brasileiros me procuraram, mas nada de proposta. Muitos interessados em saber minha situação e tenho contrato até dezembro de 2018."

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos