Homem-gol e rei dos passes. Corinthians "perde" 50% dos gols sem Jô e Arana

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

  • Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

    Jô e Arana comemoram gol juntos: cena comum na temporada corintiana

    Jô e Arana comemoram gol juntos: cena comum na temporada corintiana

O Corinthians precisará se reinventar em 2018 depois de vender duas peças-chave do elenco campeão estadual e brasileiro. Sem Jô e Guilherme Arana, o time do técnico Fábio Carille deixará de contar com o maior artilheiro e o principal garçom da temporada.

Juntos, o centroavante e o lateral esquerdo participaram de metade dos gols marcados pelo Corinthians em 2017. A equipe alvinegra fez 86 gols nos 68 jogos oficiais disputados e viu a dupla ser fundamental em 44 lances que resultaram em bolas na rede.

Jô, por exemplo, terminou a temporada com 25 gols e outras sete assistências. Arana fez apenas dois gols, mas conseguiu ser bastante efetivo nas assistências. No total, o jovem de 20 anos deu 11 passes para gols - três deles para Jô.

O atacante ainda sofreu um pênalti convertido por Jadson na vitória corintiana por 3 a 2 sobre o São Paulo no Brasileirão. Arana repetiu a dose no clássico com o Palmeiras e viu o camisa 10 marcar depois de sofrer falta dentro da área - o Corinthians venceu por 2 a 0 em pleno Allianz Parque.

Para se ter uma ideia da importância de Jô para o Corinthians em 2017, o atacante soma mais gols que Jadson e Rodriguinho juntos (o primeiro fez dez gols e o segundo, 11). Kazim, substituto imediato do centroavante titular, marcou apenas dois.

Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians
Jô e Arana: 44 gols passaram pela dupla

Arana, por sua vez, superou Rodriguinho por pouco - o meio-campista conseguiu dar dez assistências, seguido por Fagner, com sete. Em seguida, aparecem Jô e Clayson, que deram seis passes para gols cada.

Clube busca reposição

Depois de vender Jô para o Nagoya Grampus e Arana para o Sevilla, o Corinthians intensificou a busca por reforços para as duas posições. O clube já contratou o atacante Júnior Dutra, que defendeu o Avaí no Brasileirão - o atleta pode jogar na referência, mas é melhor aproveitado pelos lados do campo.

A diretoria fez sondagem por Fred, que assinou com o Cruzeiro, e também avalia novos alvos no mercado internacional. Além disso, o Corinthians tenta viabilizar a contratação de Tréllez, autor de dez gols no Brasileirão, mas esbarra na postura do Vitória, que aceitaria liberar o jogador após o pagamento da multa rescisória de R$ 10 milhões.

Em relação à lateral, o clube busca fechar com Juninho Capixaba, de 20 anos, que atuou no Bahia no Brasileirão. Danilo Avelar, emprestado ao Amiens-FRA pelo Torino-ITA, também é um alvo da diretoria alvinegra.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos