Roberto Carlos revela proposta do Bahia e diz que Real impediu retorno

Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação/Real Madrid

    Roberto Carlos e Raúl acompanham delegação do Real Madrid para Cardiff

    Roberto Carlos e Raúl acompanham delegação do Real Madrid para Cardiff

Ex-lateral-esquerdo, Roberto Carlos recebeu uma proposta para treinar o Bahia. No entanto, o contrato do ex-jogador da seleção brasileira com o Real Madrid impossibilitou o retorno ao seu país natal.

"Eu estou com cinco anos de contrato lá com o Real Madrid como embaixador, diretor institucional, Real Madrid televisão, mentor da base do Real Madrid... mas é claro que eu tive uma oferta há pouco tempo do Bahia, com o atual presidente. Mas com esse contrato com o Real Madrid vai ser difícil de eu voltar agora. Mas a minha vontade é voltar a morar no meu país, ainda mais que eu estou há 23 anos fora daqui, mas aqui é minha casa e eu sinto muita saudade quando eu estou lá. Agora, é só esperar", disse Roberto Carlos, em entrevista à "ESPN".

De acordo com o ex-lateral, sua experiência na Europa e seu contato diário com Zinedine Zidane, técnico do Real Madrid, serão importantes para que ele possa um dia tramalhar no Brasil.

"Eu já tive uma experiência boa na Rússia, na Turquia e na Índia como treinador. Agora, faço parte da direção do Real Madrid e estou feliz, estou aprendendo. Tenho um contato muito bom com o Florentino Pérez que me passa informações sobre minha evolução como diretor. Com o Zizu, vejo todos os treinamentos e vejo o quanto ele é moderno nos treinamentos. Isso faz com que o Real Madrid seja sempre campeão. Na verdade, eu estou evoluindo a cada dia. Só Deus sabe meu futuro", declarou.

Como diretor do Real Madrid, Roberto Carlos ajudou o clube espanhol a acertar a contratação de Vinícius Junior, atacante do Flamengo. O ex-lateral prometeu dar apoio ao jovem jogador para que ele possa brilhar dentro de campo.

"Nossa contratação foi de que o Vinícius no Flamengo fez uma excelente campanha. É um jogador que está melhorando a cada dia. É claro que ser jogador do Real Madrid não é fácil, ele sabe que jogar no Real Madrid é muita responsabilidade, muita cobrança, mas ele mereceu ser contratado pela gente. Eu estive lá com ele antes do clássico contra o Barcelona e vi uma simplicidade nele, uma tranquilidade que me impressionou. Agora, é só esperar a ida dele para lá e que ele tenha muita sorte. Nós vamos dar o suporte suficiente para ele para que ele possa ser um dos melhores jogadores do mundo dentro de campo", afirmou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos