Inter aposta em 'boom' de sócios para melhorar contas em 2018

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

  • Jeferson Guareze/AGIF

    Orçamento para 2018 prevê crescimento de cerca de 40% com receita de sócios

    Orçamento para 2018 prevê crescimento de cerca de 40% com receita de sócios

O Internacional não conta apenas com a venda de jogadores para melhorar suas finanças. O orçamento de 2018, aprovado no Conselho Deliberativo na quarta-feira, prevê grande crescimento na arrecadação com sócios na temporada que marca a volta do Colorado à elite do futebol brasileiro. A meta do clube gaúcho é arrecadar quase 40% a mais do que em 2017.

A projeção do Inter é arrecadar R$ 78,2 milhões com quadro social no ano que vem.

Na temporada que passou, jogando pela primeira vez a Série B e ainda traumatizado pelo rebaixamento, o Colorado arrecadou cerca de R$ 55 milhões. Uma quantia abaixo do planejado no orçamento de 2017. O Inter esperava arrecadar R$ 68 milhões com a rubrica.

A queda se explica pelos resultados ruins e instabilidade geral do clube. A inadimplência dos torcedores atingiu percentuais elevados e afetou a arrecadação total do exercício. As receitas de sócios abaixo do esperado encorparam os prejuízos do Inter em 2017. O resultado ruim motivou o pedido de suplementação orçamentária, igualmente aprovado pelos conselheiros.

Para efeito de comparação, nos últimos anos a maior arrecadação do clube com sócios ocorreu ao longo de 2015. Semifinalista da Libertadores, o Colorado somou R$ 72,6 milhões com associados. No ano seguinte a receita caiu para R$ 63,6 milhões e no exercício 2014 a rubrica rendeu R$ 63,3 milhões.

Recentemente, o Internacional anunciou que fechou a temporada com 75 mil sócios ativos.

O UOL Esporte já mostrou que o Inter terá de vender William Pottker ou inflacionar o valor de Rodrigo Dourado para bater a meta com transferências de jogadores. A saída de pelo menos um nome é vista como fundamental para a saúde financeira do clube.

"O Inter tem na venda de atletas uma rubrica importante, sempre teve. O Inter é formador de atletas, passamos por um cenário que ninguém queria passar, mas colocaremos nossos ativos de volta no cenário do futebol brasileiro", disse Marcelo Medeiros, presidente do Inter. "Vai contribuir para o clube ter tranquilidade em seus processos administrativos", completou.

O orçamento do Internacional para 2018 prevê faturamento de R$ 305 milhões, o equivalente a 35% a mais do que o estimado para este ano.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos