Técnicos renomados abrem 2018 sem clube: só há 3 campeões do século em ação

Gabriel Carneiro

Do UOL, em São Paulo

  • Arquivo/UOL Esporte

    Alguns acordos não são oficiais, mas times de Série A e B já escolheram treinadores

    Alguns acordos não são oficiais, mas times de Série A e B já escolheram treinadores

A entrada de novos nomes no mercado nacional de treinadores, como Felipe Conceição (Botafogo), Odair Hellmann (Internacional) e Sandro Forner (Coritiba), indiretamente contribuiu para diminuir o espaço de profissionais de mais renome, que iniciam 2018 fora da direção de equipes. A lista de técnicos desempregados conta com campeões brasileiros, nomes conhecidos internacionalmente, com passagens por seleções e que fazem parte de diversas gerações reveladas nos últimos anos.

Entre 11 treinadores campeões brasileiros no século 21, apenas três iniciam o Ano Novo trabalhando na mesma função: Fábio Carille, o atual campeão pelo Corinthians, Abel Braga, mantido pelo Fluminense, e Tite, hoje na seleção brasileira.

Os outros oito estão fora do mercado de técnicos: Geninho (sem clube desde julho de 2017, quando deixou o ABC-RN), Emerson Leão (hoje comentarista do Esporte Interativo), Vanderlei Luxemburgo (sem clube desde outubro de 2017, quando deixou o Sport), Antônio Lopes (hoje executivo de futebol), Muricy Ramalho (hoje comentarista do SporTV), Andrade (passou pelo Petrolina-PE em 2017), Marcelo Oliveira (sem clube desde dezembro de 2017, quando deixou o Coritiba) e Cuca (sem clube desde outubro de 2017, quando deixou o Palmeiras).

Além dos oito campeões brasileiros, outros profissionais estão no mercado, com especial destaque a três que já passaram pela seleção: o pentacampeão Luiz Felipe Scolari, que deixou o Guangzhou Evergrande, da China, em agosto, Dunga, que não trabalha desde a seleção, que deixou em junho de 2016, além do já citado Luxemburgo.

Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians
Carille é um dos poucos campeões recentes que iniciam o ano em atividade

Em atividade no mercado nacional e com passagens por grandes clubes, também começam 2018 sem trabalho nomes como Cristóvão Borges, Milton Mendes, Celso Roth, Ney Franco, Argel Fucks, Jorginho, Paulo Roberto Falcão, Vinícius Eutrópio e Adilson Batista. 

De acordo com levantamento do UOL Esporte, apesar de alguns acordos ainda não terem sido oficializados, os 40 clubes das Séries A e B do Brasileirão já têm treinadores escolhidos para passar a virada de ano. Veja a seguir:

SÉRIE A

América-MG - Enderson Moreira
Atlético-MG - Oswaldo de Oliveira
Atlético-PR - Tiago Nunes/Seedorf
Bahia - Guto Ferreira
Botafogo - Felipe Conceição
Ceará - Marcelo Chamusca
Chapecoense - Gilson Kleina
Corinthians - Fábio Carille
Cruzeiro - Mano Menezes
Flamengo - Reinaldo Rueda
Fluminense - Abel Braga
Grêmio - Renato Gaúcho
Internacional - Odair Hellmann
Palmeiras - Roger Machado
Paraná - Wagner Lopes
Santos - Jair Ventura
São Paulo - Dorival Júnior
Sport - Nelsinho Baptista
Vasco - Zé Ricardo
Vitória - Vágner Mancini
 

SÉRIE B

Atlético-GO - João Paulo Sanches
Avaí - Claudinei Oliveira
Boa Esporte - Sidney Moraes
Brasil de Pelotas - Clemer
Coritiba - Sandro Forner
CRB - Mazola Júnior
Criciúma - Lisca
CSA - Flávio Araújo
Figueirense - Milton Cruz
Fortaleza - Rogério Ceni
Goiás - Hélio dos Anjos
Guarani - Fernando Diniz
Juventude - Antônio Carlos Zago
Londrina - Ricardinho
Oeste - Roberto Cavalo
Paysandu - Marquinhos Santos
Ponte Preta - Eduardo Baptista
Sampaio Corrêa - Francisco Diá
São Bento - Paulo Roberto Santos
Vila Nova - Hemerson Maria

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos