Desejado pelo Galo, Walace não se reapresenta e será multado pelo Hamburgo

DO UOL, em Belo Horizonte

  • Andreas Gebert/dpa via AP

    Após apenas um ano na Alemanha, Walace demonstra interesse de voltar ao Brasil

    Após apenas um ano na Alemanha, Walace demonstra interesse de voltar ao Brasil

Alvo do Atlético-MG para a temporada 2018, o volante Walace reforçou o desejo de deixar o Hamburgo, nesta segunda-feira. O jogador era aguardado na Alemanha, após a folga de final de ano, para iniciar os trabalhos visando a sequência do campeonato local. Porém, Walace não se reapresentou e a justificativa não foi aceita pela direção do clube.

De acordo com o diretor esportivo do Hamburgo, Jens Todt, Walace será multado pela atitude. "Walace estendeu suas férias por sua própria iniciativa e deu razões pessoais para isso, que não aceitamos, mas vamos punir esse comportamento de forma adequada", disse o dirigente ao jornal Bild, da Alemanha.

Ainda segundo relato do periódico alemão, a multa de Walace vai superar a barreira dos dez mil euros (quase R$ 40 mil). O Bild destaca ainda que o jogador é pretendido pelo Atlético e também pelo Grêmio. Walace é aguardado nos próximos dias, para iniciar os treinamentos. Como o inverno é bastante rigoroso na Alemanha, a Bundesliga para por um tempo maior em comparação com outros grandes campeonatos nacionais da Europa.

A última partida do Hamburgo foi em 15 de dezembro, a derrota por 3 a 1 para o Borussia Mönchengladbach, fora de casa. O retorno da competição está previsto para o dia 12 deste mês, mas o time dos brasileiros Walace e Douglas Santos, ex-Atlético, joga somente no dia 13, contra o Augsburg, mais uma vez como visitante. Com 15 pontos conquistados em 17 rodadas, o Hamburgo é o penúltimo colocado.

Walace foi revelado pelo Grêmio e negociado com o Hamburgo poucos meses depois de ajudar a seleção brasileira na conquista do então inédito ouro olímpico, nos Jogos Rio-2016. O volante desembarcou na Alemanha em janeiro do ano passado, com o Hamburgo desembolsando cerca de dez milhões de euros (R$ 33,4 milhões na cotação da época).

Para tentar repatriar o jogador, o Atlético conta com o suporte do Banco BMG, que através de seu fundo de investimento está disposto a comprar o atleta e passar para o clube mineiro.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos