Vizeu, mais um atleta e parcela em dinheiro. Santos e Fla negociam por Zeca

Pedro Lopes e Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

  • Daniel Vorley/AGIF

    Atacante Felipe Vizeu agrada Jair Ventura e pode ir para o Santos no caso Zeca

    Atacante Felipe Vizeu agrada Jair Ventura e pode ir para o Santos no caso Zeca

Santos e Flamengo negociam o futuro do lateral Zeca, que abandonou o clube paulista com ação judicial no fim do ano passado. O clube carioca já acertou as bases salariais com o jogador, mas vê riscos no negócio e, por isso, abriu conversas com a nova diretoria santista, comandada pelo presidente José Carlos Peres.

O UOL Esporte apurou que o Flamengo está disposto a ceder o atacante Felipe Vizeu e mais um jogador para que o Santos libere Zeca sem nenhum risco na Justiça.

Após consulta ao técnico Jair Ventura, a diretoria santista aprovou os atletas envolvidos no negócio, mas pediu mais uma parcela em dinheiro para fechar o acordo.

O valor pedido pelo Santos é mantido em sigilo. Os clubes também não definiram se os jogadores do Flamengo viriam por empréstimo ou em definitivo. Isso porque este fator depende do valor que será pago em dinheiro pelo clube carioca.

O Santos não abre mão de receber uma compensação financeira, e a qualidade do "segundo jogador" envolvido na transação influencia no valor que será pago pelo Flamengo. O nome de Vizeu está definido, mas o outro atleta ainda é analisado pelo clube paulista.

Entendo o caso Zeca na Justiça

A confiança do Santos se baseia no fato de que a liminar que desvincula o lateral, embora conceda a liberação, em nenhum momento fala que nada seria devido como compensação. Isso porque os pedidos do lateral para ter o seu contrato rescindido por atrasos do alvinegro no pagamento de FGTS foram, em um primeiro momento, negados pela Justiça. Zeca se desvinculou com um Habeas Corpus, alegando que tem o direito de escolher onde morar e trabalhar – conseguiu a liminar, mas a decisão não aponta culpa do clube na rescisão, cenário que torna mais difícil a anulação da multa rescisória.

O Santos está recorrendo da liminar no Habeas Corpus; na ação trabalhista, Zeca recorre das decisões que negaram sua rescisão por atrasos em pagamentos. O cenário cria uma situação de total insegurança jurídica, com vários desfechos possíveis – para o alvinegro, a única possibilidade de não-pagamento de compensação é caso o recurso do jogador na Justiça do Trabalho seja aceito e ele consiga uma rescisão por culpa do clube, provando atrasos de pagamentos. Mesmo que a atual liminar que o liberou seja mantida, o próprio jogador ou o Flamengo teriam que arcar com a multa, que é de quase R$ 150 milhões.

Se pessoas ligadas a diretoria do Santos dizem que já há tratativas para um possível acordo, como citado acima, membros da diretoria do Flamengo negam oficialmente e extra-oficialmente que tem sentado à mesa para negociar com a equipe paulista. Indagados sobre o caso Zeca, eles respondem que o departamento jurídico está analisando a viabilidade da negociação. 

Ainda não há data para julgamento dos recursos, nem no Habeas Corpus, nem na ação trabalhista. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos