No Cruzeiro, Egídio fala em "reconquistar posto de melhor lateral do país"

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

Depois de Fred, foi a vez de Egídio ser apresentado oficialmente como jogador do Cruzeiro. O lateral voltou ao seu antigo clube depois de três anos e será um dos postulantes a uma vaga no time titular de Mano Menezes. Em sua primeira aparição nos microfones, o veterano falou sobre a disputa sadia com Marcelo Hermes, outro recém contratado, o foco no tricampeonato da Libertadores e sua meta pessoal de voltar a ser o melhor lateral esquerdo do Brasil.

"Eu vejo minha responsabilidade de voltar ao Cruzeiro para ser o melhor lateral esquerdo do Brasil novamente. Não foi fácil conquistar esse posto, minha concentração é para dar o melhor dentro de campo para alcançar as conquistas e as premiações que virão naturalmente", comentou o jogador, eleito o melhor lateral esquerdo do Brasileirão de 2014.

Apesar de sair na frente e vestir a camisa 6, a titularidade de Egídio não está garantida. Seu novo companheiro Marcelo Hermes também está correndo por fora e disputa uma vaga entre os prediletos de Mano. Bryan também é outro concorrente na posição, mas ainda não tem futuro garantido na Toca.

"O Marcelo (Hermes) jogou no Grêmio, tem todo respeito, todo mundo que chega aqui vem para somar. Lógico que é uma disputa, agora nós temos que mostrar nos treinamentos a nossa possibilidade de atuar. Mas será uma briga sadia, estamos todos focados no Cruzeiro", acrescentou.

Cruzeiro/Divulgação

Hoje aos 31 anos, Egídio coleciona títulos por onde passa. Em sua primeira passagem pelo Cruzeiro, o jogador levantou um Mineiro e o bicampeonato do Brasileirão. No Palmeiras, ele passou em branco no ano passado, mas chega com gás para dar sequência às temporadas de sucesso na Toca.

"Eu me profissionalizei em 2003 e os únicos anos sem títulos foram em 2007 e 2017. Até brinquei que gora só em 2027 vou ficar sem ganhar. Pode ter certeza que o ano de 2018 será de muitas bênçãos para nós"

"O principal objetivo é a Libertadores, mas não podemos esquecer os outros campeonatos, temos um time forte. Em 2014 quase ganhamos a Tríplice Coroa de novo. Esse ano não será diferente, o time de 2018 está tão forte ou até mais forte que os de 2013 e 2014", encerrou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos