Com lousa no campo e gritos, Roger começa a mostrar seu estilo no Palmeiras

Leandro Miranda

Do UOL, em São Paulo

  • Cesar Greco/Palmeiras/Divulgação

    Roger grita, cobra e orienta durante os primeiros treinos do Palmeiras no ano

    Roger grita, cobra e orienta durante os primeiros treinos do Palmeiras no ano

"Quando começa certo, termina certo! Não é para ficar lamentando, sem tempo para lamentar!". Os jogadores do Palmeiras vão se acostumar a ouvir muitos gritos do tipo ao longo de 2018. O técnico Roger Machado, que iniciou seu trabalho no novo clube na última quinta-feira (4), já mostrou um pouco de seu estilo de comandar no campo, que conta com frases de efeito para corrigir os erros, ênfase nas atividades com bola e até uma lousa no gramado.

O objeto é usado por Roger para explicar para os jogadores visualmente os exercícios preparados pela comissão técnica, que conta com os auxiliares Roberto Ribas, James Freitas e Andrey Lopes. Antes de cada circuito, os atletas se reúnem em volta da lousa, e Roger, como um verdadeiro professor, mostra o que eles devem fazer em seguida e qual é o objetivo do treino.

Todas as atividades, aliás, são com bola. Apenas o dia da reapresentação do elenco palmeirense, quarta-feira (3), não teve atividades do tipo; os jogadores fizeram apenas uma bateria de exames e testes físicos no CT. Na quinta, em seu primeiro trabalho no gramado, Roger de cara organizou os atletas em duplas e mandou que trocassem passes no aquecimento. A mistura do aspecto físico com o técnico nos treinos é uma tendência no futebol atual e também foi usada na pré-temporada do ano passado, sob o comando de Eduardo Baptista.

"Antigamente, tinha muito treino físico, e hoje o trabalho com bola já acontece juntamente com o físico", disse o lateral Diogo Barbosa, novidade do Palmeiras em 2018. "O Roger é muito inteligente e vai tirar o máximo do atleta. Ele cobra bastante. Nós devemos usar isso, usar o treinador atualizado que ele é. Ele estudou muito e temos que usufruir da inteligência dele".

Cesar Greco/Palmeiras/Divulgação
Roger usa uma lousa para explicar melhor os treinos aos atletas

Com bola rolando, Roger não sossega. O elenco do Palmeiras é numeroso – são 31 atletas já trabalhando, além de Borja, Mina e Guerra, que se apresentaram mais tarde e ainda não foram ao campo –, e ocupa uma extensão grande do campo ao se dividir para os treinos. O técnico passeia pelos diferentes grupos, sempre gritando palavras de incentivo e tentando corrigir os erros técnicos.

Em um exercício no qual os atletas precisavam fazer tabelas curtas e finalizar em um gol de tamanho reduzido, por exemplo, o treinador não admitia displicência. "É para fazer na velocidade de jogo!", pediu várias vezes, quando notava que algum grupo diminuía a intensidade dos movimentos. "Bom domínio e bom passe são meio caminho andado", gritou em outra oportunidade, quando um jogador recebeu um toque ruim e finalizou para fora.

Os treinos do Palmeiras são sempre filmados por drones, em prática que já era comum no ano passado. A análise das atividades do dia a dia é parte fundamental da metodologia de trabalho de Roger, que tem por costume se reunir com seus auxiliares para rever os exercícios e tentar melhorá-los, sempre com o objetivo de condicionar os jogadores a algum aspecto prático do jogo.

Se Roger acha que o time precisa circular a bola mais rápido, por exemplo, tenta criar um treinamento específico para esse objetivo. Depois de revê-lo em vídeo, busca aperfeiçoá-lo com os auxiliares. Em épocas de jogos, os dados das partidas também são usados para montar vídeos de feedback que são mostrados aos jogadores, com o objetivo de reforçar o pedido da comissão técnica e traçar o planejamento da semana de trabalho. Caso o treino não surta o efeito desejado depois de um tempo, ele pode ser abortado.

No Palmeiras, os métodos de Roger estão só começando a ser implantados. Em dois dias de atividades no campo abertas à imprensa, o treinador ainda não esboçou nenhum time titular. Agora, terá o sábado e o domingo com treinos fechados, no qual poderá testar suas primeiras formações. Com a pré-temporada mais curta por causa da Copa do Mundo, ele precisará correr: a estreia oficial no ano acontece já em 18 de janeiro, contra o Santo André, pelo Campeonato Paulista, no Allianz Parque.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos