Coutinho e Mina devem adiar investida do Barça por Arthur, do Grêmio

Jeremias Wernek e Ricardo Perrone

Do UOL, em Porto Alegre e São Paulo

  • Marcelo Endelli/Getty Images

    Volante se reuniu com emissários do Barcelona por duas vezes, mas não recebeu oferta

    Volante se reuniu com emissários do Barcelona por duas vezes, mas não recebeu oferta

A investida do Barcelona por Arthur, do Grêmio, deve ficar para julho. Envolvido em negociações com Phillipe Coutinho, do Liverpool, e Yerri Mina, do Palmeiras, o clube catalão não intensificou as conversas, como se imaginava. O Tricolor afirma que não recebeu mais nenhum contato após o pedido de desculpas do time espanhol e, nos bastidores, o próprio estafe do volante também não crê em tratativas agora.

Além dos demais negócios, o fato de Arthur não ter passaporte europeu e contar como um extracomunitário joga contra a possibilidade de transferência agora.

Aos 21 anos, Arthur fechou 2017 em alta. Campeão da Libertadores, foi o terceiro melhor jogador da América do Sul, segundo o jornal El País, e foi procurado pelo Barça. Chegou a vestir a camisa do clube da Catalunha e uma oferta parecia iminente. A proposta, no entanto, não chegou.

Pessoas ligadas ao Barcelona e integrantes do estafe de Arthur corroboram o cenário que coloca o foco do time espanhol todo voltado para a situação de Coutinho. Os empresários do ex-jogador de Vasco e Inter de Milão estão em negociação com o Liverpool tratando de uma oferta de 160 milhões de euros (R$ 608,13 milhões).

Além de Phillipe Coutinho, o Barça também tem outro nome à frente de Arthur na lista de prioridades: Yerri Mina. O zagueiro do Palmeiras comunicou que deseja sair e o time paulista aguarda proposta oficial para liberar o jogador.

Na Espanha também há o entendimento de que o nome de Arthur será tema na próxima janela de transferências. Pelas necessidades do time espanhol agora e pelo montante a ser envolvido na operação. O Grêmio tem contrato com multa de 50 milhões de euros (R$ 194,7 milhões na cotação atual) e não abre mão do valor. O Tricolor detém 60% dos direitos econômicos do volante e vínculo até 2021.

A procura a Arthur, no atual período de transferências na Europa, só aconteceria em caso de reviravolta nos negócios já em andamento. O volante do Grêmio já deixou claro a emissários da Catalunha que sonha em atuar no Camp Nou.

Em dezembro, o Barcelona esteve em Porto Alegre e se reuniu pelo menos duas vezes com Arthur e seus familiares. O primeiro encontro gerou a fatídica foto com a camisa do clube catalão. A segunda conversa foi para reiterar o interesse e afastar a possibilidade de o Real Madrid se atravessar nas conversas. O clube da capital espanhola procurou o jogador no intervalo entre uma e outra reunião.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos