Mourinho volta a atacar Conte: "nunca seria suspenso por manipulação"

DO UOL, em São Paulo

  • John Sibley/Reuters

A guerra de palavras entre Jose Mourinho e Antonio Conte ficou ainda mais quente na última sexta-feira, quando o técnico do Manchester United voltou a atacar o rival, desta vez por um caso antigo de manipulação de resultados.

Depois da vitória por 2 a 0 sobre o Derby County na Copa da Inglaterra, Mourinho disse que nunca seria suspenso por manipulação ao ser questionado sobre as declarações de Conte, que poucas horas antes disse que o rival poderia sofrer de "demência senil".

A frase do técnico do Manchester United tem como referência a suspensão de 10 meses aplicada a Conte, em 2011, pela Federação Italiana de Futebol por não denunciar um esquema de manipulação no ano anterior quando era técnico do Siena. Posteriormente, ele conseguiu a diminuição da pena para quatro meses e, em 2016, foi absolvido pela Justiça.    

"Olha eu não o culpo (pela reação), honestamente eu não o culpo. Eu estava falando sobre mim mesmo, dizendo que não preciso me comportar como um palhaço para mostrar paixão, que eu controlo minhas emoções de uma maneira melhor", disse.

"O que nunca aconteceu comigo, e o que nunca acontecerá comigo, é ser suspenso por manipulação de resultados. Isso nunca aconteceu comigo e nunca acontecerá", completou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos