Polícia detecta comentários racistas na web após incidente com Firmino

Do UOL, em São Paulo

  • Reuters/Carl Recine

    Roberto Firmino discute com Holgate na partida entre Liverpool e Everton na sexta

    Roberto Firmino discute com Holgate na partida entre Liverpool e Everton na sexta

A polícia de Liverpool anunciou que detectou uma série de ofensas racistas na internet após o incidente envolvendo o brasileiro Roberto Firmino no clássico da última sexta-feira, entre Liverpool e Everton. O caso da suposta ofensa do atacante da seleção ao zagueiro Mason Holgate teria gerado reações agressivas contra o atleta inglês no Twitter.

O jogador do Everton apagou sua conta na rede social poucas horas depois do jogo. A polícia informa que investiga ataques a Holgate, supostamente por parte de torcedores do Liverpool.  

"Trabalhando junto de Liverpool FC e Everton FC nós acreditamos que o crime de ódio de qualquer forma não será tolerado e a polícia vai continuar trabalhando para que os responsáveis sejam levados à Justiça", afirmou Carl Foulkes, em nome da polícia da cidade.

Sobre o incidente

No jogo de sexta válido pela Copa da Inglaterra, Firmino tentou dominar uma bola próximo à linha lateral, mas foi empurrado por Holgate e se chocou com as placas de publicidade à beira do campo. Irritado, o brasileiro partiu para cima do adversário, mas foi prontamente contido pela arbitragem.

A leitura labial baseada nas imagens de TV mostra Firmino ofendendo Holgate com um palavrão em português: "Você está louco, filho da p***". Nenhuma outra frase é captada na sequência.

No entanto, o defensor do Everton se altera e diz ao árbitro que um termo de cunho racial teria sido usado pelo atacante. O árbitro Bobby Madley interrompeu a partida e conversou com o quarto árbitro, Jon Moss. Após cinco minutos de paralisação, nenhum dos jogadores foi punido com cartão. Segundo o jornal britânico "The Guardian", Moss conversou com Holgate após a partida.

Roberto Firmino não se manifestou sobre o incidente, mas o Liverpool se posicionou por meio de um porta-voz. "O clube e o jogador irão contribuir inteiramente com as autoridades para garantir que os fatos sejam estabelecidos plenamente, se julgar necessário ou for solicitado. Enquanto o processo estiver em curso, não faremos mais comentários."

Os treinadores também evitaram polemizar o lance. "Não direi nada até que se descubra o que aconteceu ou não. Mesmo que eu tivesse falado com ele [Holgate], não diria a ninguém nesta coletiva de imprensa", relativizou Sam Allardyce, técnico do Everton. "Ouvi algo sobre isso, mas não posso fazer mais comentários. O quarto árbitro disse alguma coisa para mim. Eu não ouvi as palavras, então achei que iriam investigar a falta do Holgate. Foi como entendi, em princípio. Então, depois do jogo, o quarto árbitro me informou, mas não foi o que eu havia entendido", disse Jurgen Klopp, comandante do Liverpool.

Rivais da mesma cidade, o Liverpool bateu o Everton por 2 a 1, no Anfield, e avançou à quarta rodada da Copa da Inglaterra.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos