Boateng critica loja sueca depois de ter sido acusada de racismo

Do UOL, em São Paulo

  • false

O meia ganês Kevin-Prince Boateng, que atualmente joga pelo Eintracht Frankfurt, da Alemanha, se pronunciou, por meio de suas redes sociais, contra a loja de departamento suíça H&M, depois de a loja ter sido acusado de práticas racistas em sua loja virtual.

"Vocês estão falando sério, @hm?", escreveu o jogador, em inglês. Além desta frase, que demonstra uma postura totalmente contrária ao ato, Boateng colocou hashtags contra o racismo e perguntando se a empresa perdeu a 'cabeça', depois de cometer tal ato.

 

A companhia suíça de roupas H&M foi acusada de racismo nesta segunda-feira (08), depois que uma foto de sua loja virtual veio à tona. Na foto em questão, um modelo masculino infantil veste um moletom verde com a seguinte frase estampada "Coolest Monkey in the Jungle", que pode ser traduzida como "O macaco mais legal da floresta".

Depois de toda a repercussão do caso, a empresa informou que retirou a imagem de todos os seus canais de comunicação. "Está imagem já foi removida de todos os canais da H&M e pedimos desculpas a qualquer pessoa que possa ter ofendido", afirmou a empresa via comunicado nas redes sociais.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos