Jogador é acusado de abusar de adolescente e acaba expulso de concentração

Do UOL, em São Paulo (SP)

  • Reprodução

    Peruano Guerrero foi acusado pela justiça paraguaia de abusar de uma jovem de 15 anos

    Peruano Guerrero foi acusado pela justiça paraguaia de abusar de uma jovem de 15 anos

O jogador Gino Guerrero, do Guaraní-PAR, foi denunciado pela justiça paraguaia de abusar de uma adolescente de 15 anos. A denúncia partiu dos pais da menina, que tem a nacionalidade argentina, e já resultou em um castigo ao atleta. O presidente do clube expulsou o atleta da concentração durante a pré-temporada e pediu uma investigação severa.

"Isso é gravíssimo. Disse para ele abandonar imediatamente a concentração. É gravíssimo tudo o que passa por ele. Estamos buscando a sua substituição", anunciou Juan Alberto Acosta, presidente do clube paraguaio, na tarde desta quarta-feira.

Segundo denúncia da família, a adolescente sofreu o abuso no último sábado em uma reunião social que ocorreu em Assunção, local que os argentinos (pais da adolescente) escolheram para passar as férias.

As autoridades diplomáticas peruanas vão ser comunicadas e o jogador permanecerá no Paraguai enquanto o processo é julgado. Guerrero defende o Guaraní desde dezembro do ano passado, quando foi contratado pelo clube para a temporada 2018.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos