Presidente do Santos diz que não há negociação por Robinho no momento

Do UOL, em São Paulo

  • AFP PHOTO / DOUGLAS MAGNO

Depois de divulgada uma cláusula por risco de prisão nas conversas entre Robinho e Santos, o presidente do clube negou que exista qualquer negociação com o atacante - embora deixe claro que contratações não são sua responsabilidade.

"Não avançamos com o Robinho. Não há nenhuma negociação com o Robinho nesse momento", afirmou José Carlos Peres, em entrevista ao Fox Sports, na noite desta terça-feira (9).

Recém-eleito para comandar o Santos no triênio 2018-2020, o presidente disse que a missão de correr atrás de contratações cabe a Gustavo Vieira. O sobrinho de Raí é o novo executivo de futebol do clube da Vila Belmiro.

"Estamos atrasados em relação aos outros clubes. A eleição ocorre no meio de dezembro e nós assumimos há uma semana. Temos um diretor de futebol, um treinador que tem nos surpreendido todos os dias. Sobre as contratações, quem pode falar é o Gustavo, que está coordenando o assunto", acrescentou Peres.

Ele não descarta investir em Gabigol, que está insatisfeito no Benfica, de Portugal. "O que posso dizer é que existem negociações", respondeu. "O Santos tem um teto que será respeitado. Obviamente, em uma oportunidade, se pode passar um pouco. Mas temos um teto e não gostaríamos de quebrar essa regra. Acho que vale a pena um esforço, mas nossa margem está muito pequena", disse o presidente.

O assunto Zeca também foi abordado na conversa com os apresentadores do canal. "A multa do Zeca é de 150 milhões de reais", lembrou. "Não gostaria de passar por cima do Gustavo Vieira. Quando estiver no ponto de contratação, ele vai falar comigo", encerrou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos