William negocia com Santos desde dezembro e já defendeu Robinho na TV

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

  • Fernando Santos/Folhapress

    William Machado deixou SporTV para assumir a função de gerente de futebol no Santos

    William Machado deixou SporTV para assumir a função de gerente de futebol no Santos

O Santos surpreendeu a todos ao anunciar o ex-zagueiro e comentarista, William Machado, como novo gerente de futebol. O UOL Esporte apurou que a negociação já se arrastava em dezembro do ano passado, mais especificamente entre os feriados de Natal e Ano Novo. Neste período, aliás, William divergiu de Casagrande na televisão ao defender a contratação de Robinho, tema polêmico e que causa debate também na Vila Belmiro.

Robinho foi condenado pela Justiça da Itália a nove anos de prisão por "violência sexual em grupo" contra uma jovem albanesa em uma boate da capital da Lombardia, em janeiro de 2013. No clube paulista, inclusive, há quem diga que William defendeu Robinho por imaginar que poderia trabalhar com o jogador neste ano.

A contratação de William Machado pegou todos de surpresa pois os dirigentes santistas pediram sigilo total durante as negociações. A demasia no silêncio ocorreu por conta do passado corintiano do ex-comentarista do SporTV.

William defendeu o Corinthians como zagueiro e dirigente e, inclusive, foi campeão paulista diante do Santos em 2009. Para a cúpula alvinegra, bastante interessada na contratação, o novo dirigente santista poderia enfrentar rejeição e até protestos por parte da torcida nas redes sociais caso vazasse a informação das negociações.

William receberá entre R$ 25 e 30 mil mensais no Santos. No SporTV, o ex-zagueiro ganhava cerca de R$ 18 mil mensais. O clube paulista havia reservado este salário para a função de gerente pois o cargo de melhor remuneração na diretoria é de Gustavo Vieira, que recebe R$ 50 mil mensais para exercer o cargo de diretor-executivo.

Os valores são bem inferiores comparados à diretoria de Modesto Roma. Dagoberto Santos, que fazia a função de Gustavo Vieira, recebia mais de R$ 120 mil mensais.

A contratação de William fez parte, principalmente, dos planos de Gustavo Vieira, sobrinho de Raí e novo diretor-executivo do São Paulo. O ex-dirigente são-paulino evita relacionamento estreito com os jogadores e não gosta de aparecer em vestiário.

Por conta disso, William Machado foi contratado para ser o mediador entre diretoria, técnico e jogadores. Gustavo Vieira prefere um ex-jogador nesta função pois acredita em melhor aceitação dos "boleiros".

Nos últimos três anos, o elenco santista reclamou bastante de Dagoberto Santos, que exercia esta função no mandato do presidente Modesto Roma. Os atletas alegavam que o dirigente não repassava os pedidos e reclamações para a diretoria e, por conta disso, houve um "racha" entre dirigentes e jogadores.

Antes de fechar com William Machado, o Santos insistiu na contratação de Sérgio Dimas, que exerceu a função no próprio clube paulista nos últimos dois anos, mas foi demitido pelo ex-presidente Modesto Roma na temporada passada.

No entanto, Dimas recebe cerca de R$ 50 mil no Red Bull, e a diretoria santista não "cobriu" o valor. A cúpula alvinegra ainda procura um auxiliar fixo para a comissão técnica. Este profissional deve chegar para ocupar as vagas de Elano e e Marcelo Fernandes, demitidos na semana passada. Deivid é um dos nomes que negocia com a cúpula alvinegra para a função.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos