Ameaçado de punição após rumor sobre Aubameyang, clube chinês se explica

Do UOL, em São Paulo

  • Wolfgang Rattay/Reuters

    Aubameyang comemora após marcar pelo Dortmund contra o Real Madrid

    Aubameyang comemora após marcar pelo Dortmund contra o Real Madrid

O rumor de que o Guangzhou Evergrande está interessado na contratação de Pierre-Emerick Aubameyang ganhou novo capítulo nesta quinta-feira (11). Após ameaça de punição feita pela Federação Chinesa de Futebol (CFA), o clube divulgou comunicado em que reafirma seu compromisso com o regulamento local.

De acordo com reportagem da agência de notícias "AFP", o Guangzhou Evergrande teria interesse na contratação de Aumabeyang mesmo com o novo regulamento do futebol chinês. No ano passado, a CFA introduziu taxa de 100% nas transações de jogadores vindos do exterior com o objetivo de direcionar o investimento a jogadores locais e às categorias de base.

No entanto, ainda segundo a "AFP", o Guangzhou Evergrande estaria disposto a pagar a taxa pela contratação de Aubameyang, ou a encontrar uma fórmula para evitá-la. Estima-se que o clube teria de pagar cerca de 70 milhões de euros (cerca de R$ 272,3 milhões) ao Borussia Dortmund pelo centroavante.

"As informações de clubes se envolverem em uma briga por essa negociação nos preocupa muito socialmente", afirmou a CFA, em comunicado que cobra explicações aos clubes relacionados – o Beijing Guoan também teria interesse em Aubameyang de acordo com a "AFP".

Nesta quinta, o Guangzhou Evergrande respondeu com seu próprio comunicado oficial. Na nota, o clube chinês reafirma seu compromisso com o regulamento do futebol local.

"Nos últimos anos, com o aprofundamento contínuo da reforma do futebol na China, o nível da liga doméstica continua a melhorar, e o futebol é cada vez mais popular. Desde 2017, nosso clube introduziu explicitamente o princípio de que a ajuda externa deve ser compatível com o padrão do futebol chinês. Resolvemos mudar o foco do nosso trabalho para cultivar jovens jogadores", diz o comunicado do Guangzhou Evergrande.

"Nosso clube continuará a implementar firmemente o modelo de formação de jovens do Guangzhou Evergrande e, gradualmente, atingir o objetivo de um time todo chinês até 2020 para contribuir para o desenvolvimento estável, saudável e sustentável do futebol chinês", completa a nota.

Centroavante gabonês de 28 anos de idade, Aubameyang defende o Dortmund desde 2013. Nesta temporada, disputou 23 jogos, sendo titular em todos eles, e marcou 21 gols.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos