Justiça dá prazo para Vasco convocar conselho e declarar Brant vencedor

Bruno Braz e Pedro Ivo Almeida

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Paulo Fernandes/Vasco.com.br

    Após novo golpe, Eurico vê ciclo no Vasco cada vez mais próximo do fim

    Após novo golpe, Eurico vê ciclo no Vasco cada vez mais próximo do fim

A Justiça do Rio deu mais um duro golpe em Eurico Miranda. Nesta quinta-feira, a juíza Maria Cecília Pinto Gonçalves deu um prazo para que o atual presidente convoque a reunião do conselho deliberativo e declare Júlio Brant como vitorioso nas eleições do fim do ano passado.

Segundo a decisão do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, Eurico Miranda e Itamar de Carvalho, presidente da assembleia geral, têm 24h para convocar a reunião do conselho entre os dias 15 e 22 de janeiro, conforme consta no estatuto do clube. Caso a ordem seja descumprida, cada um pagará uma multa de R$ 65 mil.

Segundo o estatuto cruzmaltino, a convocação para a reunião do Conselho Deliberativo deve acontecer na primeira semana da segunda quinzena de janeiro, com antecedência de cinco dias (ou 48 horas se for invocada urgência). Considerando que o atual mandado de Eurico Miranda termina na próxima terça-feira (16), o chamado precisaria ocorrer até esta quinta-feira (11) ou, com urgência, até domingo (14).

Considerado, atualmente, o vencedor da eleição direta pela Justiça, o candidato Julio Brant ameaçou processar a pessoa física caso não se cumpra o rito.
"Chega de brincadeira! Já prejudicaram demais o clube. Exijo que a reunião na Lagoa seja convocada como manda o estatuto. Quem não convocar será punido pela Justiça na pessoa física. Não importa quem seja o responsável. Vou me certificar disso", disse ao Lance!.

A eleição do Conselho Deliberativo acontece da seguinte forma: a chapa vencedora, no caso, a de Julio Brant, indica 120 conselheiros. A segunda colocada, no caso a de Eurico, outros 30. Estes 150 se juntam a outros 150 considerados natos e os 300 votam no novo presidente do Vasco.

Nunca, na história do clube, um candidato que foi segundo colocado na eleição dos sócios venceu no Conselho. Ciente disso, é bem provável que Eurico Miranda não participe do pleito caso ele seja convocado. A ação pode ser uma estratégia, já que agora o atual mandatário aposta todas as fichas numa anulação da eleição dos sócios.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos