Livre de lesões e melhor da Grécia. Por que o Inter quis Moledo de volta

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Divulgação/Panathinaikos

    Rodrigo Moledo foi eleito melhor zagueiro do Campeonato Grego pelo Panathinaikos

    Rodrigo Moledo foi eleito melhor zagueiro do Campeonato Grego pelo Panathinaikos

No início da tarde desta quarta-feira, o Internacional anunciou acordo para volta de Rodrigo Moledo. Aos 30 anos, o zagueiro retorna ao Beira-Rio para sua terceira passagem. O fim das lesões e o bom futebol apresentado na Grécia justificam a investida.

A direção do Internacional rebate qualquer questionamento sobre Moledo com outra pergunta. Qual zagueiro há melhor disponível no mercado? Alguns segundos para retrucar já justificam a aposta. Moledo é considerado pelo comando do clube o que de melhor - dentro dos padrões financeiros do clube - há por aí.

E não é apenas baseado no rendimento que o defensor teve no Colorado. Até porque, na segunda passagem pelo clube gaúcho ele sequer jogou. Retornou do Metalist, da Ucrânia, para recuperar-se de uma tendinose patelar no joelho esquerdo que gerou problemas na Europa. Médicos brasileiros aconselharam a cirurgia. O Metalist vetou. E criou-se um impasse.

Ele deixou o clube, operou, voltou ao Inter e foi se tratar. Fez fisioterapia, conseguiu voltar ao convívio do campo e teve condições de jogo, mas não contava com uma mudança de gestão. O futebol gerido por Marcelo Medeiros e Roberto Melo deu lugar ao comando de Vitório Píffero e companhia, que não tinham o mesmo apreço por ele. Em troca de nada, apenas manter 25% dos direitos econômicos, ele foi liberado ao Panathinaikos, da Grécia.

As lesões acabaram, argumento que convenceu o Inter a investir, mas não foi só isso. No berço da civilização, Moledo também conseguiu atuar com regularidade e em alto nível. Por lá, na primeira temporada, fez 14 jogos com dois gols. Na segunda, foram 39 partidas, com três gols e o prêmio de melhor zagueiro do Campeonato Grego. Na terceira, a atual, já disputou 11 jogos e marcou uma vez.

Tanto os dirigentes do Inter quanto os membros do Capa (Centro de Análise e Prospecção de Atletas) observaram os jogos recentes do atleta e dizem que o rendimento tem sido adequado. Moledo está com ritmo de jogo e qualidade suficiente para assumir condição relevante no clube.

Ele não chegará agora. O Panathinaikos negou-se a liberar de forma imediata, mas o Internacional assinou um pré-contrato com ele e confirmou, em seu site oficial, a chegada em julho. Reforço embasado em rendimento recente e aguardado com ansiedade em Porto Alegre.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos