Lucas Moura quer Manchester United e aguarda PSG reduzir pedida

João Henrique Marques

Do UOL, em Paris

  • Franck Fife/AFP

Lucas Moura conta os dias para deixar o Paris Saint-Germain. O brasileiro vive a ansiedade por encontrar resistência do clube francês em facilitar um acordo com o Manchester United. A expectativa é de um desfecho positivo de transferência nos próximos dias.

O cenário de Lucas já é de escolha pelo Manchester United, segundo apurou o UOL Esporte. O clube o procurou através de intermediadores para consultar o interesse e ouviu a promessa de que uma proposta ao PSG seria feita. Algo que ainda não aconteceu.

O problema de momento é o valor de 40 milhões de euros – quantia revelada pelo jornal francês Le Parisien e confirmada pela reportagem - estipulado pelo PSG para fechar um negócio com Lucas Moura. O alto valor deixou o jogador irritado, e com o temor de inibir uma oferta do Manchester United.

A esperança de Lucas Moura é de que o PSG aceite um acordo por metade do valor estipulado. No entanto, o clube francês parece disposto a esperar por outras ofertas até o trecho final da janela de transferências, que termina dia 31 de janeiro. A escolha pelo Manchester United deixa evidente uma das exigências de Lucas Moura: a transferência para um clube de ponta.

O fato já gerou um momento de desacordo com o PSG, ocorrido recentemente quando o clube era favorável à uma transação com o Monaco, mas viu o negócio não evoluir pela falta de interesse do brasileiro.

Entre os clubes que procuraram Lucas Moura recentemente para um acordo e foram rejeitados ainda estão o Sporting de Portugal, o Nantes, e o Cruzeiro. Já o Arsenal foi bem visto, mas jamais oficializou uma proposta ao PSG.

Técnico não pretende aproveitar Lucas Moura

No clube francês, Lucas Moura já ouviu do treinador, Unai  Emery, que ele busque jogar por outro clube, com a sinceridade da falta de espaço no elenco. A conversa franca com Unai  Emery foi realizada ainda antes do início da temporada, mas o meia confiou que o bom relacionamento com Neymar – eles atuaram juntos na seleção olímpica e principal - mudaria o cenário no clube. Pura ilusão.

O plano de Lucas Moura foi o de ficar no PSG até janeiro já que isso também significou obter o passaporte francês. Os 5 anos trabalhando no país, necessários para a obtenção do documento, foram completados – ele chegou ao PSG em janeiro de 2013.

Outro detalhe importante para Lucas Moura seguir em Paris no começo da temporada foi a gravidez da mulher, Larissa Saad. O primeiro filho nasceu recentemente. O casal gosta da ideia da mudança para a Inglaterra, e não cogita aceitar propostas de países árabes, ou da China, por exemplo.

A permanência no PSG é considerada difícil. A paciência de Lucas Moura no clube acabou com as constantes ausências na lista de convocados para jogos da Liga dos Campeões. Nesta temporada, o brasileiro tem apenas 6 jogos disputados. Todos vindo do banco de reservas.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos