Jornal chama vestiário do PSG de bagunça e revela como Neymar causou racha

João Henrique Marques

Do UOL, em Paris

  • Gonzalo Fuentes/Reuters

    Neymar e Cavani lado a lado em jogo do PSG contra o Caen

    Neymar e Cavani lado a lado em jogo do PSG contra o Caen

Depois do polêmico episódio do pênalti, o Paris Saint-Germain voltar a ter uma crise de bastidores explícita. O jornal francês "L'Equipe" chama na edição desta sexta-feira o vestiário do time de "bagunça" e cita atritos entre brasileiros e outros sul-americanos, além de Neymar como causador de inveja.

A reportagem de capa do jornal mostra um desconforto dos argentinos, como Di Maria, Pastore e Giovanni Lo Celso, com os brasileiros. O principal aliado deles seria Cavani. O tema relembrado foi a viagem de Neymar no fim do ano passado ao Brasil por conta de problemas pessoais.

Reprodução
Capa do jornal francês "L'Equipe" sobre problemas de vestiário no PSG

"O assunto dos atrasos faz ressurgir as tensões. Os argentinos e Cavani ainda não esquecem a viagem de Neymar ao Brasil com a autorização dos dirigentes", cita trecho da reportagem, que relembra que o atacante esteve em um festa durante o período, em fotos divulgadas em redes sociais.

Após o retorno das férias de fim de ano foram Pastore e Cavani que esticaram o período de folga em seus países. Por conta disso, o treinador Unai Emery os puniu com ausência nos dois primeiros jogos do time do ano. E Thiago Silva fez críticas abertas.

"As declarações de Thiago Silva após os atrasos de Cavani e Pastore, seguido da resposta do argentino, dão ideia da bagunça no PSG. A direção, e Unai Emery, também mostram clara falha no comando", diz o jornal.

Entenda a polêmica

Tudo começou com entrevista de Thiago Silva ao jornal francês "Le Parisien". O zagueiro brasileiro criticou o atraso de dois dias de Edinson  Cavani e Javier Pastore na reapresentação após as férias de fim de ano e relacionou o caso do argentino a uma suposta vontade de deixar o PSG.

"Estamos vivendo um momento muito importante para o clube e temos que ficar juntos, embora Cavani e Pastore tenham feito algo que não seja bom para o grupo e o clube. Temos que pensar antes de fazer gestos como esse, não foi bom para todos, mas estamos ao seu lado", disse Thiago.

"Há uma diferença entre eles. Acredito que Pastore avisou ao clube que queria sair e encontraram um acordo. O caso do Cavani era um pouco diferente. Mas agora temos de ficar focados e recuperá-lo o mais rapidamente possível", declarou o defensor, em outro trecho da entrevista.

Depois, por meio de postagem em sua conta pessoal no Instagram, Pastore se defendeu desmentindo Thiago Silva, afirmando que quer continuar no clube e dizendo que teve problemas de ordem pessoal.

"Nunca falei com Thiago Silva sobre meu problema ou meu futuro. Nunca pressionei ninguém. Não é meu estilo. Ele não estava ciente do problema que eu tive e que me fez chegar atrasado. Sempre fui leal. Não é verdade que quero sair! Gostaria de ficar aqui para terminar minha carreira", escreveu o meia. 

O estafe de Pastore afirma que o atraso teve a ver com a mulher do jogador, grávida de oito meses. Ela teve complicações no voo de Buenos Aires para Paris e o jogador decidiu abortar a viagem, viajando com a companheira no dia seguinte. 

Versão da diretoria

Com as declarações públicas de Thiago Silva e Javier Pastore, Antero Henrique, diretor esportivo do PSG, decidiu se manifestar publicamente sobre a situação. O gestor prometeu resolver o problema internamente e pediu a todas as esferas do clube foco no campo.

"Na sequência dos muitos comentários sobre o atraso no retorno de dois dos nossos jogadores, quero afirmar, como diretor esportivo do PSG, que nossa vontade foi e sempre será resolver essa situação internamente, sem publicá-la. Todos os detalhes. Neste contexto, estou totalmente com o treinador para todas as decisões que foram e serão feitas", disse Henrique, segundo o jornal francês "Le Parisien".

"O PSG é um clube responsável e firmemente comprometido com seus valores. Hoje, todos estamos focados na preparação do jogo em Nantes, que abre para nós uma fase de retorno muito importante do Campeonato Francês, um dos nossos principais objetivos da temporada. Cada membro do clube deve ter em mente essa prioridade máxima para se preparar para os jogos com o maior profissionalismo e vencê-los. Mais do que nunca, todo o nosso trabalho, toda a nossa energia deve ser focada no campo", completou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos