Jornal: Documento mostra que Neymar custou 100 milhões de euros ao Barça

Do UOL, em São Paulo

  • Site oficial Neymar Jr

    Neymar-pai, Neymar, Sandro Rosell e Bartomeu no dia em que brasileiro assinou com o Barcelona

    Neymar-pai, Neymar, Sandro Rosell e Bartomeu no dia em que brasileiro assinou com o Barcelona

Segundo documentos obtidos pelo jornal "El Confidencial" e publicados nesta segunda-feira (15), o Barcelona acertou o pagamento de 100 milhões de euros a Neymar antes mesmo do jogador ter sua venda aprovada pelo Santos. A publicação obteve um contrato que assinado pelo então presidente do clube catalão, Sandro Rosell, e seu sucessor, então vice-presidente, Josep Maria Bartomeu no dia 6 de maio de 2013 – a transferência foi acertada em junho.

Tal documento, também assinado pelo lado do jogador, representado por Neymar-pai (na condição de agente) e a N&N Consultoria, traz a garantia por parte do Barcelona que "durante os cinco primeiros anos em que (Neymar) tiver vínculo trabalhista com o clube, receberá, diretamente ou através da sociedade que explorar comercial e legalmente seus direitos de imagem, uma quantidade mínima total de cem milhões de euros".

El Confidencial/Reprodução

Uma das cláusulas do contrato previa, inclusive, que Barcelona e N&N Consultoria realizariam "seus melhores esforços" para que a transferência do jogador fosse feita até o final de agosto de 2013. No texto também está descrito que o valor a ser pago ao Santos pelo atleta sairia das contas do Barcelona, não da parte do atleta.

Segundo o contrato, os valores prometidos a Neymar no contrato poderiam ser pagos em quatro formas diferentes, separados entre salário bruto, bônus e prêmios; prêmios adicionais não previstos em contrato; considerações e compensações do Barcelona à N&N Consultoria; e empréstimos do Barcelona à N&N Consultoria.

El Confidencial/Reprodução

O "El Confidencial" aponta que os números deste novo documento, fornecido por autoridades brasileiras, destoam dos valores que calculados pela procuradoria da Espanha, que apontou que o custo do jogador ao Barcelona foi de 83 milhões de euros.

O próprio texto do documento também informa que as cifras acertadas entre as duas partes não incluem o compromisso que Neymar e Barcelona tiveram em 2011, o qual garantiu que o brasileiro iria para o clube catalão e não para outro rival europeu.

Procurado pelo UOL Esporte, o estafe de Neymar informou que o contrato divulgado pelo "El Confidencial" não se refere ao valor pago para tirar Neymar do Santos, mas aos salários do jogador. A equipe ainda divulgou que não há qualquer irregularidade no acordo..

Caso Neymar

O surgimento destes documentos é mais um desdobramento do processo entrado pelo grupo DIS, que era proprietário de 40% dos direitos econômicos de Neymar na época da transferência do atleta ao Barcelona. Por causa desta ação, Neymar e seus pais, a N&N, Bartomeu, Rosell, Santos e Barcelona, estes como pessoas jurídicas, foram a julgamento na Espanha.

A Justiça espanhola estabeleceu, em maio de 2017, uma fiança total de 13,474 milhões de euros aos acusados, valor dividido entre todas as partes citadas como uma garantia do processo em eventual condenação. O caso ainda não teve seu julgamento concluído - a previsão é que isso ocorra na primavera do hemisfério norte, a qual terá início em 20 de março.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos