"Cicatriz me deu esse caráter e força", diz Ribéry

Do UOL, em São Paulo

  • Xinhua/Nikku

"A cicatriz me deu esse caráter e essa força". Desde pequeno, Franck Ribéry convive com uma marca no rosto por causa de um acidente de carro. Em entrevista ao francês "Canal+", o jogador disse ter sofrido para lidar com críticas e bullyings sofridos na infância.

"Quando você é pequeno e tem uma cicatriz como essa, não é fácil. A maneira como as pessoas te olham, as críticas... minha família sofreu com isso. As pessoas me diziam: 'olha o que tem no rosto, olha sua cabeça, o que é essa cicatriz? É feio'", relatou. "Para onde eu ia, as pessoas me olhavam. Mas não porque era uma boa pessoa, ou por meu nome ser Franck, ou por ser bom para o futebol, mas pela cicatriz".

Mesmo sofrendo com as provocações, Ribéry afirmou que jamais derramou uma lágrima por causa de sua cicatriz. "Mesmo sendo jovem e me incomodava, nunca fui até um canto e comecei a chorar. Nunca, nunca, nunca. Mas sofri, sim".

Aos 34 anos, Ribéry está completando sua 10ª temporada com a camisa do Bayern de Munique. No clube alemão, o francês conquistou sete vezes o Campeonato Alemão e a Liga dos Campeões, em 2012/13.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos