Coritiba renova com prata da casa e barra atletas com pendência de contrato

Napoleão de Almeida

Colaboração para o UOL

  • Daniel Castellano/Framephoto/Estadão Conteúdo

    Galdezani ainda não acertou sua situação com o Coritiba

    Galdezani ainda não acertou sua situação com o Coritiba

A diretoria do Coritiba adotou uma postura firme com atletas que têm contrato a vencer e não acertam renovação com o clube, caso do atacante Gustavo Mosquito, destaque do time vice-campeão brasileiro sub-20 em 2017. A determinação da diretoria é que os jogadores nesse perfil não sejam utilizados pelo clube.

Mosquito tem contrato até setembro de 2018 e a diretoria não teve sucesso em renovar até então. A partir de março, o jogador pode assinar com qualquer equipe, a custo zero, saindo para esse time após o término do contrato. "A questão contratual dele a diretoria está resolvendo. Eu tenho que colocar jogadores com quem vou poder contar no domingo", disse o técnico Sandro Forner.

Situação semelhante a do meia Matheus Galdezani, comprado junto ao Mirassol em 2017, mas cujas prestações não foram pagas na totalidade pela diretoria anterior. Galdezani treina com o grupo em Foz do Iguaçu, mas está registrado no BID pelo Mirassol e não poderá atuar até ter essa situação resolvida. O Coxa renegocia a dívida. O jogador sofreu uma lesão ainda não detalhada nos treinamentos em Foz do Iguaçu, segundo informou a assessoria do clube.

Julio Rusch renova

Por outro lado, o volante Julio Rusch, também formado no Coxa, anunciou renovação de contrato até dezembro de 2020. Rusch tem 20 anos e ainda não atuou pela equipe profissional, mas é um dos 18 atletas que subiram à categoria no início do ano.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos