Donovan assina com time do México e cutuca Trump: "Não acredito em muros"

Do UOL, em São Paulo

O maior ídolo do futebol dos Estados Unidos passará a chamar o soccer de fútbol. Landon Donovan decidiu interromper pela segunda vez a aposentadoria, iniciada em 2016, assinou com o León, do México, e deixou um recado para o presidente Donald Trump.

"Obrigado por virem esta noite, estou muito emocionado. Como disse no meu Twitter, eu não acredito em muros", declarou o meio-campista veterano. A frase foi uma resposta à grande promessa eleitoral de Donald Trump.

O republicano garantiu ao seu eleitorado que construiria um muro para separar os territórios de Estados Unidos e México. Protótipos já foram instalados na fronteira entre os dois países, mas os analistas políticos destacam que a principal barreira é burocrática.

Se parece improvável a construção de um muro físico de 3.200 km que se estenda de um oceano a outro, uma reforma no sistema de imigração é mais viável. Trump estipulou um teto de 45 mil refugiados com entrada permitida nos EUA em 2018, menos da metade dos liberados por Barack Obama em 2017.

"Quando era jovem, comecei a jogar futebol com dois mexicanos. Sempre foi um sonho jogar no México, e agora estou aqui para ajudar vocês a conquistar troféus e o Campeonato Mexicano", disse Donovan, que fez história com a camisa do Los Angeles Galaxy.

Gustavo Becerra/AFP

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos