Topo

Futebol


Eurico classifica novo patrocinador do Vasco como "empresa revolucionária"

Paulo Fernandes / Flickr do Vasco
Eurico Miranda fechou patrocínio em seu último dia de mandato no Vasco Imagem: Paulo Fernandes / Flickr do Vasco

Do UOL, no Rio de Janeiro

16/01/2018 18h01

Teoricamente em seu último dia de mandato, o presidente do Vasco, Eurico Miranda, anunciou um patrocinador máster em substituição ao banco estatal Caixa Econômica Federal. Embora ainda mantenha sigilo sobre o nome, sabe-se que se trata da “Lasa Indústria Farmacêutica”. Em sua nota oficial, o dirigente classifica o novo parceiro como uma “empresa revolucionária”:

"O Club de Regatas Vasco da Gama comunica que um novo patrocinador master estampará seu logo em nosso uniforme a partir de 31 de janeiro. A parceria, muito além de um simples patrocínio, traz a marca da inovação de uma empresa revolucionária de dimensão internacional. Os detalhes serão conhecidos na próxima semana. Os vascaínos ficarão orgulhosos com a parceria. Qualquer outra informação não passa de especulação".

Chama a atenção também na nota a informação de que "os detalhes serão conhecidos na próxima semana". Como se sabe, nesta sexta-feira ocorrerá a eleição do Conselho Deliberativo onde o candidato de oposição Julio Brant poderá ratificar sua vitória e se tornar o novo presidente do Vasco. De acordo com o estatuto do clube, em seu artigo 93, a posse da Diretoria Administrativa acontece na "segunda semana da segunda quinzena do mês de janeiro", isto é, de 23 a 29 de janeiro. Ou seja, guardadas as devidas interpretações, Eurico poderá realizar essa ação, no máximo, até a próxima segunda caso seja derrotado no pleito.

Os valores do patrocínio giram em torno de R$ 18 milhões anuais, mas ainda não há uma confirmação se o contrato é válido por um ou três anos. Se esta quantia for garantida, O valor será superior ao que a Caixa pagava nos últimos anos - na temporada passada, o patrocínio do banco rendeu aos cofres cruzmaltinos a quantia de cerca de R$ 12 milhões (R$ 11 milhões fixo mais aproximadamente R$ 1 milhão de bônus por objetivos).

A Lasa terá direito a usar os mesmos espaços até então usados pela Caixa: master, costas e short. Não está descartado que o grupo representado pela Lasa divida os espaços que terá direito na camisa do Vasco ao longo do período do patrocínio com outras empresas que o grupo possui. Por exemplo, pode ser que a marca da Lasa apareça no máster e nas costas, enquanto uma segunda empresa do mesmo grupo ocupe o espaço do short.
 

Mais Futebol