James tenta explicar fiasco no Real e diz não guardar mágoa de Zidane

Do UOL, em São Paulo

  • Gonzalo Arroyo Moreno/Getty Images

    James Rodríguez, em sua época de Real Madrid, passa em frente a Zidane

    James Rodríguez, em sua época de Real Madrid, passa em frente a Zidane

Hoje no Bayern de Munique, James Rodríguez terminou sua passagem pelo Real Madrid no banco de reservas sob o comando de Zinedine Zidane. Em entrevista ao programa de televisão espanhol "El Chiringuito de Jugones", o meia-atacante tentou explicar porque não deu certo no clube e disse não que não guarda mágoa do treinador francês.

"Foi triste, difícil. Era o meu sonho, mas o futebol é assim. Em um momento, você está onde quer, depois não, depois você volta. A saída foi difícil para mim. Os números estavam lá, mas cada treinador tem seus jogadores, seus gostos, e isso é respeitável", disse James.

Na opinião de James, a imprensa local tem parte da culpa por sua falta de sucesso no Real Madrid.

"Eles diziam coisas que não eram claras: que eu treinava mal, e eu não podia aceitar porque treino muito, mais do que qualquer um, o dobro. Tenho uma consciência muito limpa porque sei que treinei bem e sempre tentei dar meu melhor. Eu sempre tento estar bem, e eram coisas que não deveriam ter sido faladas. Aqueles que diziam que eu queria causar danos não eram justos comigo", afirmou.

Questionado sobre Zidane, o colombiano diz não ter mágoas e que mantém o francês como uma de suas referências no futebol.

"Ele ainda é meu ídolo. Ele era um jogador do mais alto nível, com muita qualidade. Não sei se houve sentimento ou não. Cada treinador tem seus gostos, e eu o respeito. Não se pode dizer que foi injusto. Mas quando eu fui fazer coisas boas, interessantes... Mas não se deve pensar mais nisso", declarou.

Mais tarde, a imprensa espanhola levou as declarações de James a Zidane. O técnicos e disse feliz pelo sucesso do ex-comandado no Bayern e evitou entrar em polêmicas.

"Ele tomou a decisão de sair. Joga no Bayern de Munique. As coisas estão indo bem, e eu estou feliz por ele. Só posso falar sobre meus jogadores. Não tive problemas com ele e nem os terei. São decisões. Estou feliz por ele", declarou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos