Neymar é vaiado por bater pênalti que poderia fazer Cavani quebrar recorde

João Henrique Marques

Do UOL, em Paris (França)

Mesmo fazendo quatro gols na vitória acachapante do Paris Saint-Germain contra o Dijon por 8 a 0, pelo Campeonato Francês, Neymar foi vaiado por parte da torcida de seu clube no Parque dos Príncipes nesta quarta-feira (17).

Isso porque o brasileiro foi o responsável por bater o pênalti do oitavo gol do PSG na partida. Edinson Cavani, que sofreu a infração dentro da área, teve seu nome gritado pela torcida organizada do PSG para fazer a cobrança. Caso fizesse o gol, o uruguaio poderia se tornar o maior artilheiro da história do clube parisiense de forma isolada.

Autor do terceiro gol da noite, Edinson Cavani entrou para a história do PSG com a cabeçada no contrapé de Reynet. O centroavante uruguaio anotou seu 156º gol com a camisa do time parisiense e igualou Zlatan Ibrahimovic no topo da lista de artilheiros do clube. Cavani atingiu a marca em sua 226ª partida, enquanto o sueco alcançou tal número em 180 jogos.

Depois do jogo, Neymar mostrou clara irritação mesmo após ser eleito o melhor jogador da partida. O camisa 10 foi o único atleta da equipe francesa que não participou da clássica comemoração de agradecimento aos torcedores. Foi a primeira vez que astro brasileiro foi direto para o vestiário.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos