Ronaldinho fumava charuto após grandes atuações, diz ex-roupeiro do Barça

Do UOL, em São Paulo (SP)

  • Foto: Lluis Gene/AFP

    Grandes atuações de Ronaldinho eram seguidas de um legítimo charuto cubano

    Grandes atuações de Ronaldinho eram seguidas de um legítimo charuto cubano

Conforme anunciada a aposentadoria de Ronaldinho Gaúcho, as histórias do craque começam a ressurgir. Pessoas que conviveram com o meia-atacante relembram causos até incomuns das passagens de R10, especialmente durante a Era no Barcelona. Roupeiro durantes anos no clube catalão, Txema Corbella contou um hábito peculiar do agora ex-jogador.

"Ronaldinho, depois de uma boa partida, quando o corpo estava relaxado, gostava de fumar um bom charuto, fumar um Cohiba  [tradicional marca de charutos cubanos]", contou o ex-roupeiro do Barcelona, em entrevista concedida à rádio Cadena Ser.

De acordo com o antigo profissional do clube, o hábito do charuto se tornou uma tradição de Ronaldinho. Boa atuação, um "cubano" na mão. Aliás, a postura do craque brasileiro nos vestiários do Barcelona foi elogiada pelo profissional, especialmente pelo tratamento dado a um Lionel Messi em início de carreira.

"Quando Messi entrou no vestiário, Ronaldinho era a figura que o colocou embaixo de suas asas. Leo é muito agradecido por tudo o que Ronaldinho fez por ele", relatou o profissional que acompanhou de perto a passagem do brasileiro pelo Barça.

Esta relação próxima fez Corbella, que trabalhou durante 35 anos no Barcelona até ser demitido em 2014, conhecer um Ronaldinho além do visto pela maioria das pessoas.

"Quando penso em Ronaldinho, a parte de ele ser um bom jogador, me vem na cabeça a pessoa que mudou um pouco a história do Barcelona. Ele era o ídolo do vestiário, da torcida e sobretudo das crianças", encerrou o antigo roupeiro barcelonista.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos