Corinthians adquiriu 17 nomes no Sub-20. Só três foram titulares na Copa SP

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

  • Thiago Calil/AGIF

    Avaí eliminou o Corinthians nas oitavas de final da Copa São Paulo

    Avaí eliminou o Corinthians nas oitavas de final da Copa São Paulo

Depois de quatro temporadas seguidas como finalista da Copa São Paulo, com dois títulos conquistados no período, o Corinthians teve campanha inferior na edição 2018, ainda em curso. Eliminado na última terça-feira (16) pelo Avaí, deixou o torneio nas oitavas de final em temporada marcada por contratações em atacado nos juniores e que se mostraram ineficazes. 

Desde a conquista da Copinha em janeiro de 2017, o Sub-20 corintiano recebeu nada menos que 17 novos jogadores adquiridos de outras equipes. Diferentemente de clubes que priorizam a formação de atletas desde as categorias mais jovens, o Corinthians foi ao mercado para tentar manter o nível alto em mais um ano dos juniores. De todos esses reforços, porém, apenas três conseguiram iniciar um jogo da Copa São Paulo como titular. Por outro lado, oito sequer foram inscritos na competição. 

Zagueiro com passagem pelo Atlético-MG, mas contratualmente ligado ao Banco BMG por meio do clube Coimbra, João Victor atuou na equipe principal em todos os jogos da competição e foi o mais assíduo. Sem perspectivas de profissionalização a curto prazo e sem idade para atuar na próxima edição da Copinha, deverá permanecer nos juniores para os torneios Sub-20 dessa temporada.

Os atacantes William, ex-Araçatuba, e Nathan, ex-Nova Iguaçu, se revezaram no comando de ataque do treinador Dyego Coelho ao longo da competição, mas não conseguiram chamar a atenção. O primeiro anotou apenas uma vez, na estreia diante do Corumbaense-MS. Já o segundo, sem a condição física ideal após lesão, não fez nenhum gol. O maior destaque entre todos os contratados foi reserva - Ramonzinho, ex-Nova Iguaçu, autor de três gols. 

Mercado ineficiente rende críticas na base do Corinthians

O insucesso no desempenho de jogadores contratados de equipes de relativa expressão, como Luis Henrique, ex-Fortaleza, Paulo Bessa, ex-Paraná Clube, ou João Pedro, ex-Atlético-GO, rendeu críticas internas ao gerente e ex-goleiro Yamada, responsável pelo departamento desde abril. Cinco desses 17 jogadores foram contratados ainda em fevereiro de 2017, quando o setor ainda tinha o diretor Fausto Bittar Filho e o coordenador técnico Rodrigo Leitão. 

Sucessor de Osmar Loss, o ex-auxiliar Dyego Coelho deverá ter a situação avaliada pelo clube apenas depois das eleições. A permanência do treinador ganha força em caso de vitória de Andrés Sanchez, candidato situacional. 

17 jogadores contratados pelos juniores do Corinthians em 2017:

Igor - lateral direito do Auto Esporte-PB (nascido em 1998)
Luiz Carlos - zagueiro do Juventus (98)
Klyverson - volante do Juventus (99)
Lucas Alisson - volante do 7 de Setembro-AL (99)
Andrews - meia do Cruzeiro-RS (99)
Paulo Bessa - atacante do Paraná Clube (99)
João Pedro - atacante do Atlético-GO (98)
Guilherme Borges - volante do Atlético-GO (99)
Nathan - atacante do Nova Iguaçu (99)
Ramonzinho - meia do Nova Iguaçu (99)
Luis Henrique - atacante do Fortaleza (98)
Kaio Cristian - lateral esquerdo do Boa Esporte (98)
João Victor - zagueiro do Atlético-MG (98)
Caio Callyman - meia do Goiânia (98)
Hyan - meio-campo do Nacional-SP (98)
Lucas Anselmo - meia da Votuporanguense (99)
William - atacante do Araçatuba (99)

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos