Desde ida para China, Tevez chama mais atenção por polêmicas que futebol

Do UOL, em São Paulo

  • Afp

Carlos Tevez está de volta ao Boca. E desde que retornou à Argentina, o atacante tem sido presença constante nos noticiários. Mas como tem sido comum desde sua ida à China, o destaque é muito mais pelas polêmicas do que pelo futebol apresentado.

O UOL Esporte listou algumas das polêmicas em que Tevez se envolveu desde sua aventura pela China. No país em que disse "passar férias", o atacante atuou em apenas 16 jogos, marcando quatro gols.

As férias de Tevez na China

De volta ao Boca Juniors, Tevez não mediu palavras para falar sobre seu tempo no futebol chinês. Em entrevista à "TyC Sports", o atacante afirmou ter passado sete meses de férias no país asiático. No período, o jogador atuou em 16 jogos e fez apenas quatro gols.

"Quando aterrissei na China, dei-me conta que queria voltar ao Boca Juniors. Estive sete meses de férias. Por isso que, quando firmei o contrato na China, coloquei a cláusula do Boca Juniors. Sempre tive este instinto, sabia que ia para voltar".

A polêmica envolvendo o filho

Na mesma entrevista em que disse ter passado férias na China, Tevez causou polêmica ao falar sobre seu filho Lito, de três anos. O jogador disse levar o pequeno para Fuerte Apache, bairro humilde onde nasceu, para que ele "não desmunheque".

"Ele vai ao Fuerte Apache comigo. É pequeno, ainda, mas pense: a mãe, as irmãs, as avós…Ele é o único homem. Se eu não o levo para o bairro comigo para que lhe deem uns tabefes, ele desmunheca".

Um passeio na Disney

Em abril do último ano, Tevez irritou a torcida do Shanghai Shenhua, da China, ao ser fotografado na Disneylândia de Xangai. O jogador se recuperava de uma lesão e foi acusado pelos torcedores de falta de compromisso. Em entrevista posterior, o atacante justificou que estava em seu dia de folga.

Afastamento pela forma física

O Shanghai Shenhua decidiu afastar Tevez em setembro deste ano por estar acima do peso. Na ocasião, o técnico interino da equipe afirmou que não escalaria o atacante argentino por não estar "pronto fisicamente".

Rusgas com Riquelme

Em uma entrevista ao canal argentino "TyC Sports" em meados de junho do ano passado, Tevez não poupou críticas a Juan Roman Riquelme. O ex-meia havia dito que se fosse Tevez, não teria aceitado uma proposta para jogar na China e deixar o Boca Juniors.

"É fácil falar de fora. O Riquelme quando teve que ir (do Boca), foi", disparou Tevez. "Riquelme sempre diminui os jogadores do Boca. Ele só fala da equipe quando ela está mal ou quando o River está bem. Riquelme era um ídolo dentro de campo, mas fora dele deixa muito a desejar".

"Não são tão bons"

Durante sua passagem pela China, Tevez não fez muita questão de esconder o que achava do futebol local. Em entrevista para a emissora francesa "SFR" em setembro, o atacante disse que o nível do futebol praticado por ela era muito ruim.

"Os jogadores chineses não têm a qualidade de atletas da América do Sul ou Europa. Como jogadores que aprendem futebol ainda criança. Eles [chineses] não são bons. Daqui a 50 anos eles continuarão não sendo competitivos".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos