Eurico tenta nova ação no STJ para evitar que Brant assuma o Vasco

Do UOL, em São Paulo

  • Paulo Fernandes / Flickr do Vasco

Eurico Miranda entrou nesta quinta-feira (18) com nova ação tentando evitar que a eleição do Conselho deliberativo do Vasco ocorra nesta sexta (19). Em nome do Vasco e de si próprio, o cartola realizou um pedido de tutela provisória à vice-presidente do Superior Tribunal de Justiça na qual é alegado que, caso Júlio Brant assuma a presidência do clube, uma série de demissões de funcionários podem ocorrer.

O último mandato de Eurico Miranda terminou na última terça-feira (16), apesar das sucessivas tentativas do dirigente reverter a liminar da Justiça que anulou a urna 7 da última eleição do Vasco. Sem ela, Brant sagrou-se vencedor do pleito.

A partir de quarta-feira (17), a gestão do clube passou a ser compartilhada entre Eurico e os candidatos de oposição, Júlio Brant e Fernando Horta.

Como é considerado o vencedor da eleição dos sócios à presidência, Brant deve ratificar sua vitória na reunião do Conselho Deliberativo marcada para sexta-feira. Ele terá direito a indicar 120 conselheiros, contra 30 de Eurico. Estes 150 se juntarão a outros 150 conselheiros considerados natos, e os dois grupos decidirão juntos quem será o novo presidente vascaíno, que é definido de forma indireta.

Na história do Vasco, nunca ocorreu uma diferença entre os resultados da eleição entre os sócios e os conselheiros.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos