Topo

Futebol


São Paulo confia na renovação das promessas Militão e Cipriano

Érico Leonan/saopaulofc.net
Militão tem apenas 19 anos e disputou 22 jogos como profissional do Tricolor Imagem: Érico Leonan/saopaulofc.net

Bruno Grossi

Do UOL, em São Paulo (SP)

18/01/2018 04h00

Enquanto prega discurso de paciência na busca por reforços, o São Paulo tenta acelerar o processo de renovação de duas jovens promessas da equipe. O zagueiro Militão e o atacante Marquinhos Cipriano têm negociações avançadas para estender seus vínculos com o Tricolor, que trata as conversas com otimismo.

Militão tem contrato até 11 de janeiro de 2019 e poderá assinar pré-contratos a partir de julho deste ano. O garoto tem 19 anos, apenas 22 jogos como profissional, mas a maneira segura como se firmou entre os titulares mesmo durante a luta contra o rebaixamento no Campeonato Brasileiro de 2017 dão força ao estafe do atleta nas negociações. O São Paulo admite investir mais para mantê-lo, já que o vê com enorme potencial.

O caso de Cipriano apresenta mais urgência pelo tempo de contrato que resta. O vínculo atual se encerra no próximo 14 de setembro. Assim, o jovem de 18 anos já poderia fechar de graça com outros clubes a partir de meados de março. Os tricolores também prometem resolver a situação logo, aplicando metas de curto e longo prazo para tornar o novo contrato mais seguro para o clube e para o próprio atleta.

Cipriano foi promovido ao elenco profissional no início deste ano e estreou na última quarta-feira, quando um time alternativo foi derrotado por 2 a 0 pelo São Bento. O atacante entrou na vaga de Júnior Tavares no segundo tempo, tentou lances individuais, mas foi discreto.

Recentemente, a diretoria conseguiu renovar com o quarto goleiro Lucas Paes até o fim desta temporada e passou o término do vínculo do volante Pedro Augusto de junho deste ano para dezembro de 2019.

Mais Futebol