Wenger diz que deve perder Sánchez e vê Malcom distante do Arsenal

Do UOL, em São Paulo

  • Sven Hoppe/dpa via AP

Arsène Wenger já trata como praticamente inevitável a saída de Aléxis Sánchez. Em entrevista coletiva nesta quinta-feira (18), o técnico do Arsenal afirmou, contudo, que o chileno estará em campo contra o Crystal Palace, no sábado, pelo Campeonato Inglês, caso ainda não tenha acertado sua transferência.

"Não tenho problema algum com a atitude de Sánchez. Ele treinou ontem (quarta-feira) completamente comprometido. Ele tem 29 anos e o próximo contrato certamente será muito importante para ele", afirmou.

A principal especulação sobre o futuro de Sánchez é que o chileno iria para o Manchester United. Em contrapartida, o Arsenal receberia o armênio Henrikh Mkhitaryan. "Gosto do jogador", disse Wenger. "Jogamos contra ele diversas vezes quando ele estava no Borussia Dortmund. O salário não seria um problema".

Além de Mkhitaryan, o nome de Malcom também tem sido constantemente envolvido em uma ida para o Arsenal. Em relação ao brasileiro do Bourdeaux, contudo, Wenger se mostrou pessimista. "Não acho que estejamos perto de um acordo com ele".

Por último, Wenger comentou sobre a possibilidade de contratar Pierre-Emerick Aubameyang. O atacante do Borussia Dortmund está insatisfeito no clube alemão. Sobre o jogador, o treinador do Arsenal disse que "cairia bem" na equipe inglesa.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos